MENU

Jovem que tomou anabolizantes diz que se via um frango

Jovem que tomou anabolizantes diz que se via um frango

Atualizado: Quinta-feira, 13 Outubro de 2011 as 4:22

O jovem de 18 anos que foi internado em Londrina, no Paraná, por ter feito uso excessivo de anabolizantes falou pela primeira vez com a imprensa nesta quinta-feira (13).

João Paulo Mendes disse que está arrependido por ter feito uso dos medicamentos. Ele admitiu que usava as drogas há três meses, para acelerar o ganho de massa muscular: “Vi que dava resultado rápido e foi isso”.   Ele foi internado na quinta-feira (7), no Hospital Universitário de Londrina (HU), em estado grave, com diagnóstico de trombose cerebral e ficou em coma por 44 horas. O jovem conta que já se sentia mal há algum tempo, mas não imaginava que o motivo seria o uso dos anabolizantes. “Eu tomava uma dose por semana, só que daí eu comecei a sentir uma dor de cabeça muito forte, fui ao médico e falaram (...) que era enxaqueca”.   O jovem alega sofrer de vigorexia, doença que faz com que a pessoa pense ser mais fraca do que é. “Você se olha no espelho e pode ser o cara mais forte do mundo, que sempre vai se achar frango. E eu me via assim também”, disse Mendes.   Medicamentos paraguaios

João Paulo contou ainda que pesquisou os medicamentos pela internet e foi ao Paraguai para comprá-los. “Esses tipos você não compra aqui dentro, não compra no Brasil. Por fora é mais fácil”. Porém, ele negou que tomava anabolizantes indicados para cavalos.

Porém, um dos médicos teve outra opinião: “É contraindicado no uso de humanos, que pode trazer risco imediato à vida, que ele pode morrer, pode ter morte súbita, inclusive, e pode trazer consequências como sequelas, principalmente neurológicas para o resto da vida”, explicou Tercílio Turini.

Ainda não há previsão de alta para João Paulo. Os médicos acham que ainda é cedo para avaliar se ele terá alguma sequela. Por enquanto, ele pensa em voltar aos estudos, que largou na oitava série, e voltar a fazer academia. “Isso [os anabolizantes] eu não recomendo para ninguém. Quem quiser fazer uso eu falo para tirar da cabeça. A bem dizer, eu morri e sobrevivi”, diz.          

veja também