MENU

Juiz nega recurso e prefeito de Campinas deve se afastar do cargo

Juiz nega recurso e prefeito de Campinas deve se afastar do cargo

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 8:26

O presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Campinas, Pedro Serafim, assume nesta sexta-feira (21) o lugar do prefeito Demétrio Vilagra (PT), afastado temporariamente por suspeita de formação de quadrilha e fraude e contratos públicos.

A defesa de Vilagra entrou na tarde desta quinta com um mandado de segurança para anular o afastamento aprovado na sessão da Câmara Municipal de quarta (19). Porém, como o pedido foi negado pelo juiz Mauro Fukumoto, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, ele será obrigado a deixar o cargo. O primeiro vice-presidente da Câmara, Thiago Ferrari (PTB), assume a presidência da Casa.

Essa foi a segunda vez que a Câmara afastou Vilagra. O prefeito, no entanto, conseguiu uma anulação no mesmo sentido logo após assumir a Prefeitura, em 24 de agosto, quando assumiu o cargo no lugar de Hélio de Oliveira Santos (PDT), que também foi afastado por suspeita de envolvimento em esquemas de corrupção.

Como Dr. Hélio, como é conhecido o ex-prefeito, Vilagra afirma que o afastamento e a investigação são motivados por "interesses políticos". A mulher de Dr. Hélio, Rosely Nassim Santos, foi citada pelo Ministério Público como chefe do grupo que fraudava licitações na cidade. Três vereadores do PT e um do PC do B votaram contra.

Na manhã desta quinta (20), Vilagra disse que a decisão da Câmara Municipal de afastá-lo temporariamente do cargo durante os trabalhos da Comissão Processante foi "precipitada e prematura". "Vou ficar aqui [Prefeitura]. Se for afastado estou à disposição da Câmara e trabalhando por Campinas, independentemente se for prefeito ou não", disse.

veja também