MENU

Juizados especiais nos aeroportos de SP registram 291 queixas em 2011

Juizados especiais nos aeroportos de SP registram 291 queixas em 2011

Atualizado: Sexta-feira, 28 Janeiro de 2011 as 12:12

Os juizados especiais instalados nos aeroportos de Congonhas e Cumbica, na Zona Sul de São Paulo e em Guarulhos, região metropolitana, respectivamente, registraram 291 reclamações entre os dias 1º e 26 de janeiro deste ano, segundo levantamento do Tribunal de Justiça de São Paulo divulgado nesta quinta-feira (27). Entre as reclamações, 46 resultaram em acordo entre as partes envolvidas.

Cumbica é o mais procurado – foram registradas 221 reclamações e 34 acordos. Em Congonhas, foram 70 reclamações e 12 acordos. Juntos, os juizados dos aeroportos deram orientações a 700 passageiros – 574 em Cumbica e 126 em Congonhas.

Os juizados recebem reclamações dos passageiros contra companhias aéreas e foram instalados em julho de 2010. Segundo o TJ, os principais registros são falta de assistência por parte das empresas, atrasos e cancelamentos de voos, extravio, violação e furto de bagagem, além de queixas relacionadas a overbooking.     A instalação dos juizados foi regulamentada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) devido ao crescente aumento de reclamações relacionadas ao serviço de transporte aéreo.

Entre a inauguração em julho e o fim de 2010, os dois juizados especiais registraram 2.578 reclamações por parte de passageiros e 584 acordos, um índice de 23% do total das queixas.

Em Congonhas, o juizado funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h. Em Cumbica, o atendimento é de segunda a sexta-feira das 11h às 22h, e aos sábados, domingos e feriados, das 15h às 22h.    

veja também