MENU

Julgamento de acusado de matar Sabotage será retomado nesta terça

Julgamento de acusado de matar Sabotage será retomado nesta terça

Atualizado: Terça-feira, 13 Julho de 2010 as 9:59

O julgamento do acusado de matar o rapper Mauro Mateus dos Santos, mais conhecido como Sabotage, deve ser retomado nesta terça-feira (13), às 9h30, no Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo.

O júri foi suspenso por volta das 22h30 da segunda-feira (12) pela juíza Fabíola Oliveira Silva, da 1ª Vara do Júri, que preside a sessão. Antes, Sirlei Menezes da Silva foi ouvido e negou ter sido o responsável pelo assassinato.

Durante o depoimento, ele afirmou que um dia antes do crime estava com a mãe em um hospital no Tatuapé, na Zona Leste da capital. Segundo o acusado, ela precisou ser internada naquela data. No dia seguinte, ele dissse que acordou cedo e fez o trajeto Suzano-Brás-Bresser, de trem e metrô, e só ficou sabendo da morte do rapper por volta das 14h.

Antes do acusado, quatro testemunhas prestaram depoimento. Umas delas, considerada sigilosa, disse ter visto Sirlei Menezes da Silva comemorando o assassinato em uma favela após o crime. Outras três pessoas foram ouvidas, incluindo um investigador de polícia e um vizinho do acusado.

Sirlei Menezes da Silva é acusado de matar o músico em 24 de janeiro de 2003, na Zona Sul da capital paulista.

O julgamento chegou a ser marcado para o dia 28 de abril, mas foi adiado, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, em razão da ausência de uma testemunha.

Sabotage foi assassinado a tiros na Avenida Abraão de Morais, no bairro Bosque da Saúde. Ele tinha 29 anos na época. Cantor e compositor nascido em uma favela paulista, Sabotage compôs muitas músicas de cunho social, falando sobre drogas, violência e criminalidade. Sua estreia no cinema foi no filme “O Invasor”, de Beto Brant.

Também incorporou o personagem Fuinha em “Carandiru”, longa de Hector Babenco, que estreou meses depois da morte do rapper. O papel dele era de um detento viciado em drogas.

veja também