MENU

Julgamento de casal suspeito de matar irmãos entra no 2º dia

Julgamento de casal suspeito de matar irmãos entra no 2º dia

Atualizado: Quinta-feira, 16 Dezembro de 2010 as 8:30

Será retomado a partir das 9h desta quinta-feira (16) o julgamento do casal acusado de matar e esquartejar duas crianças no dia 5 de setembro de 2008 em Ribeirão Pires, no ABC. O julgamento foi iniciado nesta quarta-feira (15), quando ocorreram os depoimentos das testemunhas de acusação e de defesa e dos réus.

O juiz decidiu suspender a sessão às 20h após o pai das crianças, o segurança João Alexandre Rodrigues, de 43 anos, prestar depoimento no fórum. Antes dele, a madrasta Eliana Aparecida Antunes Rodrigues, de 36 anos, assumiu que ajudou a esquartejar seus dois enteados, de 12 e 13 anos.

Nesta quinta, o júri será retomado para a realização dos debates entre acusação e defesa. Depois, os jurados devem se reunir para decidir se os dois são ou não culpado pelo crime.

Depoimentos

Em seu depoimento, o pai dos meninos negou ter assassinado os filhos e disse que confessou o crime na época por ser pressionado pela polícia. Já Eliana Rodrigues afirmou que o seu marido e pai dos menino ameaçou matar o filho dela de outro relacionamento caso ela não ajudasse. "Ele falou que se qualquer coisa desse errado, ele mataria o Thiago [filho dela]", disse a suspeita.   Eliana contou que o marido utilizou sacolas plásticas para asfixiar os dois jovens e pediu que ela trouxesse lençóis e querosene. "Quando cheguei na cozinha, vi o João Vítor ao lado da geladeira e o Igor no chão. Levei [a querosene] para ele lá nos fundos da casa. Ele jogou querosene, riscou o fósforo e jogou nos meninos."

"Os corpos carbonizaram e ele me mandou pegar uma faca na cozinha. Ele me deu a faca e pediu para tirar os órgãos do menino e jogar no balde. Depois eu não vi mais os órgãos dentro do balde, não sabia onde estavam." Eliana contou que os pedaços dos corpos dos meninos foram colocados em cinco sacos plásticos. Dois foram deixados em ruas próximas e três em frente à própria casa.

De acordo com o delegado que prestou depoimento antes dela como testemunha, as vísceras das crianças foram encontradas no sistema de esgoto da casa.    

veja também