MENU

Julgamento de réus do massacre do Carandiru começa nestasegunda-feira

Massacre do Carandiru começa julgamento nesta segunda-feira

Atualizado: Segunda-feira, 8 Abril de 2013 as 7:28

Massacre do Carandiru começa julgamento nesta segunda-feiraComeça nesta segunda-feira (9) o julgamento de 26 réus do massacre do Carandiru, como ficou conhecido o confronto entre policiais e presos que deixou 111 mortos na Casa de Detenção de São Paulo, em 2 de outubro de 1992. Mais de 20 anos depois, o júri popular foi marcado e irá acontecer no Fórum da Barra Funda, na zona oeste da capital paulista.

A demora para o julgamento acontece, porque emm um primeiro momento houve conflito de competência entre a Justiça Militar e a Comum para julgar o caso. Houve, também, muitos recursos durante esses anos. O juiz José Augusto Nardy Marzagão começou atuar no processo em julho de 2012 e, em setembro, marcou a data do júri para janeiro (essa data foi adiada em virtude de Recurso Interposto pelo Ministério Público).

Devido a demora para que acontecesse o julgamento, também mudou o número inicial de policiais militares envolvidos, que chegou a ser de 116. Atualmente há apenas 79 réus citados por homicídio. Isso porque alguns dos outros crimes cometidos naquele dia prescreveram. Além disso, vários dos acusados morreram no decorrer dos anos.

O massacre do Carandiru ocorreu no dia 2 de outubro de 1992. Durante uma rebelião, a Polícia Militar resolveu invadir o local e matou 111 presos. Todos policiais saíram ilesos. A invasão foi comandada pelo coronel Ubiratan Guimarães, que chegou a ser condenado a 632 anos de prisão, mas em fevereiro de 2006 o Tribunal de Justiça de São Paulo reformou a decisão e absolvel o coronel. Ubiratan acabou morto no mesmo ano, em setembro de 2006, com um tiro na barriga, em seu apartamento nos Jardins, região nobre de São Paulo.

 

<p class="\&quot;" \"="">Depois de ter sua história manchada, a casa de detenção foi desativada no começo de 2002 e demolida no final do ano. No lugar, foi construído o Parque da Juventude.


Continue lendo...

veja também