MENU

Julio Iglesias diz que aprendeu a cantar nos últimos 15 anos

Julio Iglesias diz que aprendeu a cantar nos últimos 15 anos

Atualizado: Segunda-feira, 13 Setembro de 2010 as 10:22

Julio Iglesias está regravando seus sucessos, que serão incluídos em um CD que planeja apresentar em uma grande turnê, pois considera que aprendeu a cantar "um pouco nos últimos 15 anos" e que na primeira etapa de sua carreira cantava "muito mal", confessou em entrevista à Agência Efe.

O lançamento em nível internacional, esperado para março de 2011, pode conter 46 canções, além de uma versão do disco em português com cerca de metade das músicas.

"Acho que cantei muito mal nos primeiros 20 ou 25 anos da minha carreira", confessa modestamente o artista, "como os tenistas que jogam melhor aos 27 do que aos 17, eu aprendi a cantar um pouco nos últimos 15 anos da minha vida". Em sua opinião, "se Elvis tivesse 65 anos e lhe dessem a oportunidade de regravar 40 ou 50 canções das quais não gostasse, ele faria", por isso Iglesias criou o projeto de mesclar e atualizar 46 temas míticos de sua discografia, composta de 38 álbuns.

"Divorciei-me da Sony há dois anos e voltei a me casar com ela", brinca Julio Iglesias. "Eu contei a intenção de regravar todas as minhas canções, que contando todos os idiomas devem de ser umas 140, e pensaram: 'O que este louco quer fazer?'".

Um casamento rompido em um primeiro momento e retomado depois que os responsáveis pela empresa viram o que o artista estava fazendo e "se apaixonaram pelo projeto". "Mas dormimos em camas separadas", diz.

Este é o segundo "casamento" do cantor nos últimos tempos, já que, em agosto, se casou com Miranda Rijnsburger após mais de duas décadas de namoro e cinco filhos.

"Não esperamos tanto. Nós levávamos uma vida de casados desde que decidimos morar juntos e ter filhos, e como ela não parecia ter muito interesse quando eu perguntava, pensei que não era muito importante", declara.

"Mas as crianças, de repente, ficam maiores e começam a fazer perguntas", explica o artista, para quem "o casamento só foi a formalização de uma relação que já estava formalizada emocionalmente há muitos anos".

Depois de gravado o CD, o cantor não descarta realizar uma longa turnê por Estados Unidos e América Latina em grandes estádios e com entradas a preços reduzidos.

Perguntado de se essa viagem passará pela Espanha, Iglesias responde: "Quando me convidarem, mas é preciso ter um disco que funcione bem".

No total, o cantor espanhol mais internacional de todos os tempos vendeu mais de 250 milhões de discos e possui mais de 2.600 discos de ouro e platina, além de um Grammy de melhor cantor latino.

O artista, que se encontra de férias no sul da Espanha, diz que "as pessoas estão muito confusas" no país. "As alternativas não são tão profundas como poderiam ser e o apego ao poder é a cada dia mais injusto, quase absoluto".

No entanto, se recusa a opinar "se Zapatero deveria convocar eleições, porque é o povo espanhol que tem a força para escolher seu presidente".

Para ele, mais importante que a crise econômica "é a crise filosófica, de falta de competência e motivação no mundo".

Perguntado onde vive melhor, na Espanha ou nos EUA, Iglesias responde claramente: "Nos palcos", para onde planeja voltar logo.

veja também