MENU

A Justiça autorizou a ida de mais um líder do PCC para o Presídio Federal de Segurança Máxima em RO

A Justiça autorizou a ida de mais um líder do PCC para o Presídio Federal de Segurança Máxima em RO

Atualizado: Quarta-feira, 14 Novembro de 2012 as 8:22

 

A Justiça autorizou a ida de mais um líder do Primeiro Comando da Capital (PCC) para o Presídio Federal de Segurança Máxima de Porto Velho (RO). Após a transferência de Francisco Antonio Cesário da Silva, o Piauí, será a vez de Roberto Soriano, o Beto Tiriça - acusado de ter ordenado em julho ataques a policiais. Na semana passada, foi apreendido no Centro de Detenção Provisória (CDP) da Vila Prudente, na zona leste da capital, um "salve" do PCC determinando novos ataques.
 
Uma carta supostamente escrita por Tiriça foi apreendida pelo Ministério Público Estadual (MPE) no começo deste ano. Nela, ele determinava vingança contra um policial acusado de matar um integrante do PCC.
 
A transferência dele pode ocorrer ainda hoje. Trata-se de um dos 47 detidos no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) de Presidente Bernardes, no interior paulista. Foi transferido para o local em 2008, suspeito de envolvimento nos planos de sequestro e assassinato de coordenadores do sistema prisional de São Paulo.
 
Estradas. A transferência de presos de cadeias estaduais para federais foi um dos seis pontos acertados na semana passada entre o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e a presidente Dilma Rousseff (PT). Entre as medidas a serem efetuadas em conjunto entre os governos também está a contenção das divisas, com fiscalização de estradas, portos e aeroportos. Ontem, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, explicou que a operação terá por base a "avaliação dos pontos vulneráveis onde entram drogas e armas no Estado". De acordo com o ministro, a definição das estradas a serem fiscalizadas a partir de segunda-feira ainda não foi concluída, mas incluirá rodovias federais e estaduais.
 

veja também