MENU

Justiça condena piloto por divulgar imagens de pornografia infantil

Justiça condena piloto por divulgar imagens de pornografia infantil

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 2:51

A Justiça Federal de São Paulo condenou a 2 anos e 6 meses de prisão um piloto comercial de 35 anos por divulgar imagens de pornografia infantil na internet. A pena, porém, foi convertida em prestação de serviços e ao pagamento de 50 salários mínimos. A condenação ocorreu no dia 6, mas só foi divulgada nesta terça-feira (19).

O caso foi descoberto durante a operação Carrossel 1, da Polícia Federal, realizada em 2007. Segundo o Ministério Público Federal, foram encontrados na casa do homem, situada na capital paulista, 20 vídeos e 24 fotos de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes. Além do material, os policiais encontraram armas sem registro.

Como o crime foi cometido em dezembro de 2007, antes da reforma do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a pena foi de 2 anos e seis de reclusão. Atualmente, quem comete esse crime pega de 4 a 8 anos de prisão.      

veja também