MENU

Justiça em MS marca audiência do caso de estupro na UFMS

Justiça em MS marca audiência do caso de estupro na UFMS

Atualizado: Segunda-feira, 29 Agosto de 2011 as 12:08

A Justiça de Campo Grande marcou para esta segunda-feira (29) a primeira audiência do processo de estupro contra o tatuador de 29 anos. Ele é acusado de estuprar uma acadêmica de Química da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em Campo Grande. O crime aconteceu no dia 11 de abril deste ano e, depois que foi preso por este caso, foi denunciado por outros quatro estupros.  

Segundo dados do site do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS), a audiência está prevista para às 15h45 (horário de MS), na 2ª Vara Criminal de Campo Grande. A previsão é que duas testemunhas de acusação sejam ouvidas. O juiz em substituição, Marco Antônio Montagnana Morais, pediu escolta para que o réu acompanhe a sessão.

O caso

A acadêmica de 20 anos foi estuprada no dia 11 de abril, por volta das 8 horas, dentro do campus da UFMS. Segundo depoimentos da vítima na época, ela foi abordada pelo estuprador quando estava atravessando a ponte que liga o Teatro Glauce Rocha à unidade de química. O estuprador rendeu a jovem com um canivete e a levou para um matagal a cerca de 50 metros da ponte, onde cometeu o crime.

A jovem conseguiu descrever as características físicas do estuprados e ele foi preso após divulgação do retrato falado. O homem foi identificado também pelas tatuagens que tem pelo corpo.              

veja também