MENU

Justiça julga primeiros réus de chacina praticada há 23 anos em MT

Justiça julga primeiros réus de chacina praticada há 23 anos em MT

Atualizado: Segunda-feira, 19 Setembro de 2011 as 9:22

A Justiça de Mato Grosso começa a julgar nesta segunda-feira (19) a participação das primeiras pessoas envolvidas em um crime ocorrido há 23 anos no município de Juara, a 690 quilômetros de Cuiabá. Na época, três pessoas foram assassinadas em praça pública mediante tortura e emprego de diferentes armas - facas, facões, madeira, entre outros. Desde 1988 nenhum réu havia se sentado no tribunal do júri. O julgamento será realizado na cidade de Sinop, a 503 quilômetros da capital, e não no local onde o crime ocorreu. Nesta semana, seis pessoas envolvidas no crime serão julgadas.

O Poder Judiciário decidiu transferir o processo para a outra cidade porque na época, o crime causou grande repercussão. Os três homens mortos estavam presos na cadeia pública de Porto dos Gaúchos, a 644 quilômetros de Cuiabá porque eram suspeitos de terem praticado um latrocínio [roubo seguido de morte] contra um taxista em Juara. Segundo a Justiça, um grupo de pessoas invadiu a unidade prisional, rendeu o agente prisional e levou os três homens para uma praça.     De acordo com o processo, após torturados e mortos, os corpos das vítimas foram colocados em pedaços de madeira. Para o Ministério Público Estadual (MPE), os crimes foram praticados por motivo torpe, emprego de meio cruel e de uma forma que não deu chance a defesa às vítimas. O júri será realizado no plenário do Forum de Sinop e conduzido pelo juiz João Manoel Guerra, da primeira Vara Criminal.

O magistrado explicou, ao G1 , que mesmo tendo gerado grande repercussão na década de 1980, não foi solicitado reforço no policiamento para o júri. "Solicitamos a presença dos policiais para dar segurança e tranquilidade, mas não fizemos nenhum pedido oficial [para aumentar o quadro] porque estamos longe do local oficial e passaram-se 23 anos", declarou.

Além do júri popular programado para esta segunda-feira, na quinta-feira (29) outros três homens vão estar frente a frente com os jurados. Será o segundo processo a ganhar desfecho jurídico.

"Por enquanto, somente dois passaram para Sinop. Na medida que forem pronunciados em Juara, outros também devem ser. Foram 59 denunciados na época, alguns deles já faleceram. Houve extinção da puniblidade pelo reconhecimento da descrição", acrescentou o magistrado.

Outro caso

Na 'chacina de Matupá', como ficou conhecido o crime praticado na cidade de mesmo nome, distante a 696 quilômetros de Cuiabá, ocorrida há mais de 20 anos, os júris começam no mês de outubro.

Dezoito pessoas serão julgadas pela morte de três assaltantes que foram queimados vivos pela população em praça pública em 1990. Ao todo, quatro sessões foram definidas pelo juiz Tiago Souza Nogueira de Abreu, titular da Comarca de Matupá.

A primeira está marcada para o dia 4 de outubro, quando cinco pessoas vão enfrentar o júri na própria Comarca do município. No dia 10, será a vez de cinco, enquanto no dia 17 outros quatro. O último está programado para o dia  24 de outubro, quando quatro vão se sentar no banco dos réus. Todos os acusados respondem ao processo em liberdade.            

veja também