MENU

Justiça revoga prisão preventiva de suspeitos de fraude no interior de SP

Justiça revoga prisão preventiva de suspeitos de fraude no interior de SP

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 4:51

O desembargador do Tribunal de Justiça Fábio Poças Leitão revogou o pedido de prisão preventiva dos outros seis acusados pelo Ministério Público de participar de um esquema de fraude em licitações públicas da Prefeitura de Campinas, a 93 km de São Paulo. O desembargador considerou os mandados de prisão abusivos.

  Apenas duas pessoas continuavam presas. Carlos Henrique Pinto, ex-secretário de Segurança Pública, foi solto na tarde desta quarta-feira (15). Marcelo de Figueiredo, ex-diretor-financeiro da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) também deverá ser solto nesta quarta.

Na sexta-feira (10), foram expedidos sete mandados de prisão. Nesta terça-feira (14), a ex-chefe de gabinete e primeira-dama, Rosely Nassim Santos, conseguiu um habeas corpus preventivo.

A Câmara Municipal de Campinas deve votar, na noite desta quarta-feira, o pedido de afastamento do prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) durante o período da comissão processante, que investiga o suposto esquema de fraudes em contratos públicos.          

veja também