Kassab diz que caso Palocci não afetou sua relação com governo

Kassab diz que caso Palocci não afetou sua relação com governo

Atualizado: Segunda-feira, 20 Junho de 2011 as 11:38

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, começou a sabatina falando sobre seu novo partido, o PSD. "Fidelidade (partidária) existe, defendo a fidelidade. Mas é normal em uma democracia, quando necessária, uma mudanca de partido. O PSD nasce em um momento da democracia que várias lideranças entenderam ser necessária uma nova sigla partidária. O PSD veio para ficar."

Kassab afirmou que o PSD precisa de 500 mil assinaturas, e que em 10 dias foram certificadas 100 mil. Sobre as assinaturas de mortos, ele disse que se devem à "inocência de algum militante".

"Só falta alguém imaginar que a direção do partido está por trás disso", reiterou.

Kassab afirmou ainda que o caso Palocci não afetou sua relação com o governo. "Da minha parte não alterou nada da minha relação com o governo federal."

Ele ainda voltou a negar que houve vazamento da prefeitura de de dados sigilosos sobre o faturamento da empresa de Palocci da prefeitura.

"Gilberto Carvalho sabe que não vazou da prefeitura dados sobre faturamento da empresa de Palocci. Tenho boa relação com Gilberto Carvalho", diz o prefeito, comentando críticas do ministro sobre eventual vazamento de dados sigilosos sobre o faturamento da empresa de Palocci

Kassab também fez elogios a Serra, Alckmin, Lula e Dilma, mas lembrou que o PSDB não o apoiou na eleição.

"Ficaria desapontado se ele estivesse trabalhando contra", diz Kassab sobre Alckmin

Kassab afirmou que é "lógico que existem" adversários à sigla que fundou, mas evitou qualificar o governador Geraldo Alckmin (PSDB) seja um adversário.

SABATINA

A sabatina é promovida pela Folha e pelo UOL.

Durante duas horas, Kassab responde a perguntas de quatro entrevistadores, da plateia --que poderá enviar questões por escrito-- e dos internautas, que podem acompanhar a transmissão ao vivo do evento e fazer suas perguntas pelo Twitter, com a hashtag #sabatinakassab.

Os entrevistadores são Ricardo Balthazar, editor de Poder, Denise Chiarato, editora de Cotidiano, Mônica Bergamo, colunista da Folha, e Diogo Pinheiro, editor do UOL Notícias.

Engenheiro e economista, Kassab foi secretário municipal do Planejamento de São Paulo e deputado federal.

Vice-prefeito de José Serra (PSDB) desde 2004, ele assumiu a prefeitura em 2006, quando o tucano se licenciou para concorrer ao governo de SP. Em 2008, Kassab foi reeleito para o cargo.

veja também