MENU

Kassab estuda abrir ciclofaixa durante a semana em SP

Kassab estuda abrir ciclofaixa durante a semana em SP

Atualizado: Quinta-feira, 2 Junho de 2011 as 2:56

Ciclofaixa só funciona hoje aos domingos

(Foto: Fabiano Correa/ G1)     O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, informou nesta quinta-feira (2) que estuda a possibilidade de abrir as ciclofaixas de lazer durante a semana. Atualmente, a cidade conta com 45km dessas vias exclusivas para ciclistas e elas só funcionam aos domingos. De acordo com Kassab, “em caráter experimental”, uma vez por mês, a ciclofaixa será aberta. “Isso é para que a gente possa ir estudando e avaliando a ciclovia permanente em São Paulo”, disse o prefeito.

De acordo com ele, o estudo sobre essa iniciativa deve ficar pronto na próxima semana e Kassab justificou a cautela: “é evidente que São Paulo tem as suas peculiaridades, seus altos e baixos. Seria uma irresponsabilidade de uma hora para outra implantar a ciclovia”, afirmou, lembrando que a maior cidade do país, com 11 milhões de habitantes, tem uma frota de 7 milhões de carros. O prefeito disse que os testes, realizados em um único dia a cada mês, deve durar “alguns meses”. O período de início da medida não foi revelado.

Kassab foi um dos palestrantes do segundo dia da C40 São Paulo Summit, cúpula que reúne prefeitos e representantes de cidades do mundo todo para discutir as mudanças climáticas. O evento ocorre em um hotel da Zona Sul da capital paulista.

No dia 29 de maio, o percurso da ciclofaixa foi estendido. O percurso ganhou mais 15 km de vias, indo até o futuro Parque Clube do Chuvisco, no Campo Belo, Zona Sul da cidade. Outra novidade é que o horário foi estendido: a ciclofaixa funcionará até as 16h, duas horas a mais que o normal.

Segundo a Companhia Engenharia de Tráfego (CET), a ciclofaixa passará a ter 45 km de extensão.

Os caminhos ligam os parques do Ibirapuera, do Povo, das Bicicletas e Villa-Lobos. O novo trajeto passará pelas avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini e Jornalista Roberto Marinho, além da Avenida Chedid Jafet e da Rua Funchal.

Engatinhando na ciclovia

O uso das bicicletas como uma boa alternativa ao meio ambiente voltou a ser comentado na manhã desta quinta durante as palestras do C40. O prefeito de Copenhague, na Dinamarca, disse que metade da população da cidade que administra utiliza bicicletas para ir à escola ou ao trabalho. O município de quase 2 milhões de habitantes tem, de acordo com Frank Jensen, tem 350 km de ciclovias.

São Paulo ainda engatinha nesse tipo de transporte. A CET informou que, além dos 45km de ciclofaixa abertos só aos domingos, a cidade tem apenas 35,7 km de ciclovias permanentes. Em sua palestra, Jensen contou que na quarta (1) fez um rápido passeio de bike pela capital e se assustou. “Andei de bicicleta e fiquei com medo.” Em seguida, criticou a falta de incentivo a esse transporte bem menos nocivo ao meio ambiente. “É preciso investir em soluções seguras para as ciclovias e é preciso que São Paulo invista em ciclovias”, afirmou Jensen.

A prefeita de Sidney (Austrália), Clover Moore, também disse que está construindo vias para os ciclistas. A ideia, segundo ela, é integrar a cidade e poluir menos. Ao falar sobre as políticas de meio ambiente em sua palestra, Clover revelou: “nossa cidade está comprometida em reduzir em 70% das emissões de gases até 2030”. Para ela, a meta é “desafiadora”. Depois, ao G1, ela disse que o objetivo é que Sidney tenha 200 km de ciclovias em quatro anos. “Estamos na metade desse caminho.”            

veja também