Kassab se diz "indignado" durante fiscalização de coleta de lixo

Kassab se diz "indignado" durante fiscalização de coleta de lixo

Atualizado: Segunda-feira, 10 Janeiro de 2011 as 11:28

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), dedicou parte da manhã desta segunda-feira (10) para fazer uma fiscalização sobre o cumprimento das novas regras de coleta de lixo para grandes empresas. Kassab entrou em cinco estabelecimentos comerciais na zona oeste da cidade e confessou ter ficado “indignado” com um gerente que tentou mentir.

A ação do prefeito visou divulgar a lei dos grandes produtores de resíduos, que estabelece que comércios que geram mais de 200 litros de lixo por dia devem contratar empresas particulares para fazerem a coleta. Prédios comerciais ou mistos têm um teto de mil litros de resíduos. As empresas devem se cadastrar na Limpurb a cada três anos.

Kassab vistoriou uma unidade de uma rede de fast-food, um restaurante, duas padarias, um prédio comercial e uma loja de roupas em Pinheiros. Ele entrava nos locais acompanhando por cerca de dez assessores e jornalistas.

Todos os comerciantes estavam irregulares – metade tinha o cadastro, mas vencido. Kassab tentava “aliviar” dizendo que não estava ali para multar e sim para instruir. Entregava uma folha com alguns dos principais artigos da lei e se despedia – geralmente com um “parabéns”.

Na loja de roupas vistoriada, o prefeito se irritou com um gerente que, ao ser questionado se tinha feito o cadastro, respondeu que sim. O prefeito pediu o comprovante e o gerente correu para trás de um balcão, deixou Kassab esperando e não voltou com o papel. Um fiscal da Limpurb foi até o comerciante e disse que se tratava apenas de uma visita instrutiva. Após a saída do prefeito, o gerente conversou com a reportagem do R7.

- Tomei um susto. Tinham me avisado que ele [Kassab] viria, mas não sabia o porquê. Após ter saído local, Kassab disse aos jornalistas que o acompanhavam ter ficado “indignado” com a mentira do gerente. A gerente de um restaurante fiscalizado disse que não sabia do que se tratava e prometeu ficar com o cadastro em dia.

No último estabelecimento visitado por Kassab, uma das padarias, o prefeito tomou um cafezinho e se despediu em tom de ironia.

- Faça o cadastro. Se não a gente vai fechar isso aqui. O dono da padaria “sorriu amarelo”.

Lei A nova lei que regula a coleta dos grandes geradores de lixo foi regulamentada em novembro de 2010 e deu 60 dias para os comerciantes se cadastrarem. A prefeitura diz que fará até cinco vistorias antes de começar a multar os estabelecimentos. Depois disso, ao ser constatado que a empresa está irregular, é aplicada multa de R$ 1.000.

Se a prefeitura constatar a irregularidade pela segunda vez, o alvará do local é cassado e proprietário é sujeito a nova multa de R$ 1.000. Se o local incorrer em infração pela terceira vez, a prefeitura multa de novo no mesmo valor e a cassação do alvará é feita por  15 dias. Na quarta vez, o local é fechado em definitivo.    

veja também