MENU

Ladrão contou a pai onde deixou carro furtado com bebê em SP

Ladrão contou a pai onde deixou carro furtado com bebê em SP

Atualizado: Quinta-feira, 10 Fevereiro de 2011 as 12:48

O ladrão que furtou um carro com uma criança de 1 ano dentro na noite desta quarta-feira (9) na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, contou ao pai da menina onde havia abandonado o veículo após diversas tentativas de contato por telefone. O criminoso fugiu com o celular e a bolsa da mãe da criança, mas deixou o veículo, com a bebê dentro, estacionado na Rua Sena Madureira.

De acordo com o pai da menina, o administrador Fernando Modé, de 34 anos, o ladrão também ligou para o telefone 190, da Polícia Militar, para alertar sobre o destino do carro, segundo relato dos policiais que atuaram no caso. “Ele também falou no celular que o carro estava lá. Eu liguei no celular e ele falou. Um monte de gente estava tentando ligar e uma hora ele falou que estava na Sena Madureira, na pastelaria”, disse ele nesta manhã, ainda abalado com o ocorrido.

O furto aconteceu quando a mãe da menina, que é separada de Modé, foi buscar a criança na casa da avó do administrador, onde ele estava. A mulher estacionou o carro do outro lado da rua, e o pai colocou a menina no veículo. Os dois ficaram cerca de dois minutos conversando na calçada – foi quando o ladrão agiu.     “Uma vizinha nossa falou: ‘olha, alguém entrou no seu carro’. Eu tentei abrir a porta, estava trancada, e tinha um cara dentro do carro. Bati no vidro para tentar abrir, e ele subiu a rua saiu, acelerando”, contou o administrador. “Eu estava do lado do carro, muito do lado, é que eu estava de costas para a porta e não vi, ele veio abaixado. Peguei o meu carro, tentei ir atrás, mas o perdi no caminho.”

A polícia foi acionada e passou então a procurar o carro. As buscas duraram cerca de uma hora e meia. Quando o pai da criança chegou ao veículo, após a indicação do criminoso, a polícia já estava com sua filha. “A gente rezou, pediu a Deus para que ela estivesse bem. Não tem como descrever, é uma sensação horrível, mas a gente sempre acreditou que ela ia estar bem. E ela estava aqui do lado, ela estava dentro do carro, não tinha nada, ela está ótima”, contou ele.

A criança chorava quando foi encontrada. Entretanto, segundo o administrador, ela parou de chorar quando ficou em seu colo e logo dormiu. Agora, a família pretende ter mais cuidado ao embarcar e desembarcar a menina. “Tem que ter mais cuidado, mais segurança, usar a garagem, não fazer isso na rua. Vamos entrar na garagem, sempre”, explicou.

A prisão do ladrão, que ainda não foi encontrado, não é motivo de preocupação para o pai da menina. “Para mim pouco importa. Ele teve um momento de sanidade e fez o que foi certo, deixou minha filha sã e salva. Ele queria roubar o carro, não queria pegar minha filha, foi uma triste coincidência.”    

veja também