MENU

Lançado programa que qualificará museus para turismo cultural

Lançado programa que qualificará museus para turismo cultural

Atualizado: Quarta-feira, 27 Agosto de 2008 as 12

Sete museus localizados em cidades que integram os 65 destinos indutores do turismo no Brasil fazem parte da primeira etapa do Programa de Qualificação de Museus para o Turismo, lançado na última segunda-feira, dia 25 de agosto, pelos ministros Juca Ferreira, da Cultura, e Luiz Barretto, do Turismo. O objetivo do programa, que terá investimento de R$ 3 milhões na primeira fase, é transformar os museus em espaço de turismo cultural.

Segundo Barretto, com isso, se agregará valor aos destinos turísticos brasileiros, ?hoje muito voltados para a natureza - sol e praia - ou para negócios?. É também uma maneira do turista nacional e estrangeiro conhecer o país, disse ele, em entrevista à Agência Brasil. O programa deve aproveitar experiências de outros países para qualificar os museus nacionais como parte dos roteiros turístico-culturais.

Os estabelecimentos incluídos na etapa inicial foram definidos por meio do cruzamento entre os 65 roteiros indutores do turismo e a lista de museus existentes no Brasil. Nessa fase, os recursos serão aplicados na qualificação e capacitação dos trabalhadores, na sinalização dos museus e na confecção de material promocional, como mapas, guias e folhetos sobre a cidade e o museu em três idiomas. Deverão ser qualificados pelo programa profissionais de mais de 2.500 museus nacionais.

Luiz Barretto disse que também estão previstas pequenas obras de adaptação dos museus ao turismo, como a padronização das lojas. Integram inicialmente o programa o Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro; o Museu Emílio Goeldi, em Belém; o Museu Cenográfico, em Rio Grande, no Rio Grande do Sul; o Museu de Arte Sacra, em Salvador, o Museu de Pirenópolis, em Goiás. e o Museu do Homem e do Destino, em Recife.

De acordo com o ministro, o horizonte do programa é a Copa do Mundo de 2014. ?Nos próximos anos, vai ter um grande investimento do [Ministério do] Turismo nesses roteiros culturais, no sentido de qualificar nossos destinos, preparando-os para a Copa do Mundo?, explicou.

No próximo ano, o programa receberá novo aporte financeiro dos dois ministérios, que pretendem estendê-lo a outros destinos indutores turísticos. Com base em estudo do Ministério da Cultura, serão analisados os museus que cruzam com os destinos prioritários para o turismo doméstico e internacional.

Barretto informou que os parques nacionais terão programa semelhante, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente. Os estudos estão sendo feitos pela Fundação Getulio Vargas (FGV), e o programa deve ser lançado no mês que vem. ?A FGV faz o diagnóstico desses municípios e roteiros, identificando parques, museus, a rede hoteleira, infra-estrutura, acessibilidade, área de saneamento, preservação do meio ambiente. É um grande diagnóstico, que vai ser acompanhado ano a ano.?

Para o ministro, a Copa do Mundo de 2014 será a maior oportunidade de promoção do Brasil no exterior. Ele estima que, durante os jogos, mais de 1 milhão de turistas terão chance de circular pelo país. Por isso, defendeu a necessidade de iniciar agora o planejamento da Copa.

Ele disse que já está conversando com a ministra-chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a possibilidade de uma linha de crédito especial do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a preparação dos jogos.

veja também