MENU

Laudo sobre suposta agressão a Macarrão fica pronto em dez dias

Laudo sobre suposta agressão a Macarrão fica pronto em dez dias

Atualizado: Terça-feira, 20 Julho de 2010 as 4:29

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que o laudo do exame de corpo de delito feito em Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, vai ficar pronto em até dez dias. Ele foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Belo Horizonte, na noite desta segunda-feira (19). O advogado dele, Ércio Quaresma, denunciou que o jovem teria sido agredido por um delegado durante depoimento no Departamento de Investigações (DI). Segundo Quaresma, um delegado deu um tapa no peito de Macarrão, que acabou caindo no chão. Até sete agentes da Polícia Civil acompanharam Macarrão ao IML. O exame começou por volta 23h55 e terminou no início da madrugada desta terça-feira (20), por volta de 0h20. Macarrão está preso no Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem (MG), por suspeita de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio. Ele nega. A jovem teve um relacionamento com o goleiro Bruno e sumiu no início de junho. Para a polícia, ela está morta.

Macarrão foi encaminhado ao DI no fim da manhã desta segunda. Quaresma afirmou ainda que irá fazer denúncias junto ao Ministério Público (MP) e à Corregedoria da Polícia Civil de Minas Gerais.

Depoimento

Fernanda Gomes de Castro , suposta ex-amante do goleiro Bruno, deve se apresentar espontaneamente à polícia de Minas Gerais, por volta das 15h desta terça-feira. De acordo com delegado que preside o inquérito, Edson Moreira, não há pedido formal para que ela preste depoimento, mas o advogado optou por levá-la até o Departamento de Investigações (DI) de Belo Horizonte. As declarações feitas por ela serão anexadas ao inquérito que investiga o desaparecimento de Eliza Samudio.

veja também