MENU

Lavradora de 51 anos acusa vereador de agressão no interior da Bahia

Lavradora de 51 anos acusa vereador de agressão no interior da Bahia

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2011 as 4:25

Uma lavradora de 51 anos acusa o vereador José Jackson, do PT, do município de Capela do Alto Alegre, a 208 km de Salvador, de agressão. De acordo com a mulher, Jucineide Lima, o caso aconteceu no último sábado (16), no mercado municipal da cidade, quando ela foi ao banheiro público do local e reclamou da sujeira. “Não falei nada com ele, falei com um fiscal. Ele estava perto e começou a me xingar, aí eu disse: ‘me respeite’, foi quando ele me deu um murro no rosto, comecei a sangrar muito”, relata a lavradora.

O vereador se defende dizendo que foi agredido verbalmente por Jucineide e depois por tapas. “Só me defendi, todo mundo viu. Ela xingou minha família inteira e depois veio me dando um monte de tapas”, conta Jackson, que tem um comércio de carne no mercado e disse que estava trabalhando no momento da agressão.

  A lavradora estava no comércio da filha, que também vende carne na feira. A filha dela, Gisleide Lima, disse que foi à polícia logo após o ocorrido, mas não foi atendida porque não tinha agentes na delegacia. “Fui na delegacia e depois liguei para a Polícia Militar e eles foram comigo levar minha mãe ao hospital, pegaram o nome dele [do vereador] e disseram que iam atrás dele. Quando voltei para a feira ele estava lá tomado banho, como se nada tivesse acontecido”, diz Gisleide.

Jucineide esteve na Delegacia da Mulher de Feira de Santana, cidade vizinha a Capela do Alto Alegre, na manhã desta segunda-feira (18). Ela registrou uma queixa de agressão contra o vereador José Jackson. O político disse que também vai registrar uma ocorrência de agressão contra a lavradora: “Tenho mais de dez testemunhas que viram que ela me agrediu primeiro. Fui na delegacia de manhã e estou indo novamente porque não deu pra ser atendido mais cedo”, conta.

A filha da lavradora diz que tem fotos das marcas de agressão na mãe. As imagens foram levadas para a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) em Feira de Santana. Jucineide Lima também passou por um exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica da cidade.

A Deam informou que a delegada titular da unidade está em um curso na capital baiana e que o caso será encaminhado para a 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), também em Feira. De acordo com a delegacia, até as 15h30 desta segunda-feira o caso não foi encaminhado para a 1ª Coorpin.          

veja também