MENU

Lei de anistia beneficia 6.586 estrangeiros em São Paulo

Lei de anistia beneficia 6.586 estrangeiros em São Paulo

Atualizado: Segunda-feira, 24 Agosto de 2009 as 12

Desde que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei que prevê a legalização de estrangeiros em situação irregular no Brasil, a Polícia Federal de São Paulo informou que receberam anistia 6.586 imigrantes. Ao todo, 11.303 entraram com pedido de rugularização de moradia no estado, mas 4.717 não estavam com a documentação correta, de acordo com o balanço divulgado nesta segunda-feira, 24 de agosto. Até o dia 2 de setembro, mais 2.594 pessoas já estão agendadas para entrevista.

Com 805 pedidos feitos, os paraguaios representam maioria, segundo os números da polícia. Em seguida, vêm os peruanos (793), os chineses (705) e os bolivianos (648). A previsão da Polícia Federal é de que mais de 70.000 estrangeiros se beneficiem da anistia até 30 de dezembro de 2009.

A lei prevê que os moradores não legalizados no país, que tenham entrado entre 1998 e 1º de fevereiro, possam pedir a autorização de residência provisória. A validade é de dois anos, prorrogáveis.

Os anistiados receberão uma carteira de identidade. Para o estado de São Paulo, o agendamento deve ser feito por meio da site: www.dpf.gov.br, onde também poderão ser obtidas outras informações sobre a lei e a impressão das guias para o recolhimento das taxas (GRU). O requerimento para a legalização só vale se pedido até 30 de dezembro deste ano.

A polícia montou um posto de atendimento no Centro da cidade. Ele fica na Rua Aurora, 955, perto da Estação República do Metrô. Para facilitar ainda mais os agendamentos, foi firmada uma parceria entre a Polícia Federal e a Secretaria Municipal de Participação e Parceria (SMPP). Nos telecentros da cidade, funcionários vão ajudar os estrangeiros a usar a internet para saber mais sobre a lei e entrar com os pedidos.

veja também