Lentidão diminui e chega a 29 km em SP

Lentidão diminui e chega a 29 km em SP

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 11:49

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 29 km de congestionamento em São Paulo por volta das 10h30, índice que corresponde a 3,4 % das vias monitoradas, considerado abaixo da média. A tendência é de que o trânsito diminua ainda mais até o fim da manhã.   O pior ponto estava localizado na Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, pela pista local, por 5 km, entre as pontes Júlio de Mesquita Neto e das Bandeiras, devido a um alagamento. Na pista expressa eram 2,5 km, entre as pontes da Casa Verde e das Bandeiras.

(Para mais informações sobre o trânsito em São Paulo, você pode acompanhar as câmeras do G1 , em vídeo, ou consultar a tabela com as condições das principais vias .)

Ainda na marginal, no sentido Castello Branco, pela pista local, as filas eram de 2,1 km, entre as pontes da Vila Guilherme e das Bandeiras.

Pela Avenida Jaguaré a lentidão era de 1,9 km no sentido Centro, até a Ponte do Jaguaré. Na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, também no sentido Centro, o congestionamento era de 1,7 km, até a Avenida Escola Politécnica.

Já na Avenida Cruzeiro do Sul as filas seguiam no sentido Santana, entre a Avenida do Estado e a Avenida Cruzeiro do Sul, por 1,5 km.

Segundo a CET, a Marginal Tietê não tinha mais pontos de alagamento por volta das 10h30. Por causa da chuva, a Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura registrava 25 pontos de alagamento ativos por volta das 10h30.

Rodízio

Também por causa da chuva a Secretaria Municipal de Transportes suspendeu o rodízio de carros nesta terça na cidade. Com isso, carros com placas final 3 e 4 poderão circular livremente na cidade entre 7h e 10h e 17h e 20h, horários antes restritos.

No caso dos caminhões, o rodízio não foi suspenso. Entretanto, os veículos de carga podem circular até 12h na Marginal Pinheiros e nas Avenidas dos Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho. A medida foi tomada porque diversos caminhões estão presos nos congestionamentos.    

veja também