Leonardo DiCaprio fala sobre "A Origem" e compara Christopher Nolan a Fellini

Leonardo DiCaprio fala sobre "A Origem" e compara Christopher Nolan a Fellini

Atualizado: Quarta-feira, 21 Julho de 2010 as 4:58

Ruas e prédios que se dobram em si mesmos, corredores de hotéis que perdem a gravidade subitamente. Nenhuma destas cenas de "A Origem", que o trailer não cansa de mostrar, impressionaram Leonardo DiCaprio tanto assim. Para o ator, é a jornada emocional de seu personagem que conta.

“Em meio a todo o espetáculo, é o que mais gostei”, disse o ator em entrevista coletiva no Japão, acompanhado de seu colega de elenco, Ken Watanabe , do diretor Christopher Nolan e da produtora Emma Thomas. Depois de uma cerimônia de tapete vermelho, que reuniu mil pessoas sob o escaldante (35º) verão japonês, DiCaprio apareceu diante da imprensa para falar sobre o filme.

Dado a respostas longas, ele se espantou – e arrancou riscos dos repórteres – com a duração da tradução para o japonês. “Prometo respostas curtas”, brincou, diante do olhar cansado dos colegas de palco, que esperavam em silêncio as tradutoras trabalharem.

O ator enxerga o longa-metragem como uma mistura das obras anteriores do diretor, "Amnésia" e "Insônia", com o espetáculo de " O Cavaleiro das Trevas ". “É um filme ambicioso, mas que dá muita importância para os personagens. Eu acho que uma espécie de ' Oito e Meio ' de Chris Nolan, uma mistura do cenário de sonho de Fellini com aquilo que Chris sabe fazer melhor.” 

Ken Watanabe foi mais além e buscou outro mestre italiano para tecer uma comparação com o diretor. “Ele é a reencarnação de Leonardo da Vinci”, exagerou.

"A Origem" vem ganhando elogios por conta de sua história original, baseada em ideias amparadas por um espetáculo digno de um filme de verão. DiCaprio considera que essa é uma obra complicada de ser criada dentro do atual sistema de Hollywood. “É muito difícil encontrar um filme que combine o melhor do espetáculo que Hollywood pode oferecer com uma estrutura narrativa de várias tramas surreais. Tenho a impressão de que muitos dos lançamentos, especialmente no verão, têm tramas recicladas, enquanto que "A Origem" é uma ideia realmente original.”

Ao divulgar o filme no Japão, Leonardo DiCaprio pareceu à vontade e disse ter afinidade com a cultura local. “Eu adoro o cinema japonês e animes. 'A Origem' tem muito a ver com o trabalho de Hayao Miyazaki em ' A Viagem de Chihiro ' e o último filme de Kurosawa , ' Sonhos ', que tem a mesma temática que o nosso filme.”

veja também