MENU

Liberação da Marcha da Maconha pelo STF deve evitar conflitos

Liberação da Marcha da Maconha pelo STF deve evitar conflitos

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 4:26

  O governador de São Paulo, Geraldo Alckmim, afirmou, nesta quinta-feira (16), que a liberação da Marcha da Maconha em todo o país pelo STF (Supremo Tribunal Federal) vai evitar novos confrontos como os que ocorreram na última manifestação em SP com a Polícia Militar, em maio deste ano. Na ocasião, a corporação acabou prendendo seis pessoas e usou bombas de gás lacrimogêneo para conter os manifestantes.

- Acho que vai diminuir os conflitos. O primeiro episódio ocorreu porque houve uma decisão judicial que proibia a marcha. Então, o que você faz? Cumpre o que o juiz falou e não deixa ninguém sair na rua, ou descumpre uma decisão e deixa as pessoas? É uma coisa esquisita.

Dias antes da manifestação, a Justiça, a pedido de representantes do Ministério Público do Gaerpa (Grupo de Atuação Especial de Repressão e Prevenção aos Crimes Previstos na Lei Antitóxicos), proibiu a marcha que reivindica a legalização da maconha. As pessoas saíram para a rua e depois fizeram um acordo com a PM, afirmando que não fariam apologia à droga. - A polícia não deve proibir as pessoas de se manifestar. Ela deve preservar a ordem pública. A decisão do Supremo clareou essa questão e deixa que as pessoas se manifestem. Não há nenhum problema.

  A afirmação do governador foi feita durante a sanção da lei que vai reorganizar a região metropolitana de São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes, na região do Morumbi, zona sul de São Paulo, na manhã desta quinta. O novo sistema vai criar um Conselho de Desenvolvimento formado pelos 39 prefeitos das cidades da Grande São Paulo e por representantes do Estado.

Além disso, o novo plano divide a região metropolitana em cinco sub-regiões: norte, leste, sudeste, sudoeste, oeste e município de São Paulo e institui, em cada região, representantes da sociedade civil e políticos. Segundo o governo,será feito um fundo de desenvolvimento para financiar planos, projetos e programas de interesse da região metropolitana de SP.          

veja também