MENU

Líder do PR assina requerimento da CPI da Corrupção

Líder do PR assina requerimento da CPI da Corrupção

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 11:11

O líder do PR na Câmara, deputado Lincoln Portela (MG), afirmou nesta terça (22) que assinou o requerimento de criação da chamada CPI da Corrupção, para apurar denúncias de irregularidades em ministérios.

Na semana passada, o PR anunciou a saída da base aliada, a entrega de todos os cargos no governo e anunciou uma posição de "independência". Da base governista, os parlamentares do partido passaram a manifestar contrariedade depois que o senador Alfredo Nascimento (PR-AM) pediu demissão do cargo de ministro dos Transportes após denúncias de irregularidades na pasta.

Para que a CPI seja instalada, são necessárias as assinaturas de 171 de deputados e 27 de senadores. Com a assinatura de Portela, o pedido passou a reunir 119 assinaturas na Câmara e 21 no Senado, segundo o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP).

Portela afirmou que o apoio à CPI é "individual" e que não há uma orientação para que os integrantes do partido sigam sua conduta. "Esta assinatura é do deputado, e não do líder. A bancada está liberada para se posicionar como quiser", disse.   O líder do PR disse ainda que decidiu apoiar a CPI da Corrupção para manter o respeito de seus eleitores. "Se eu não assinasse, seria incoerente com meu próprio discurso de combate à corrupção, que é o que a minha base eleitoral conhece", declarou.

Apesar do apoio à CPI e de ter anunciado recentemente que o partido deixou a base do governo para votar de maneira independente, Portela disse que o PR não é da oposição e que mantém seu apoio a presidente Dilma Rousseff.

Por causa disso, o líder do governo na Cãmara, Cândido Vaccarezza, afirmou que a adesão de Portela não sinaliza um enfraquecimento dos governistas.

"O que eu entendi é que o Lincoln Portela tinha se retirado da base. Não acredito que nenhum líder da base vá apoiar isso", afirmou.  

veja também