MENU

Lojistas questionam adoção do ponto eletrônico

Lojistas questionam adoção do ponto eletrônico

Atualizado: Segunda-feira, 2 Abril de 2012 as 2:26

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) acredita ser desnecessária a medida que obriga empresas a adotarem o ponto eletrônico, segundo nota divulgada nesta segunda-feira, data de início das novas regras para diversos setores como comércio, o industrial, de serviços, entre outros.

Segundo a Alshop, serão necessárias mais de 1 milhão de novas máquinas de ponto eletrônico, o que gerará custos altos para compra e instalação dos equipamentos.

A associação destaca que a situação é mais grave para os "pequenos lojistas que dispõem de uma estrutura financeira mensal mais modesta".

Além disso, a Alshop afirma que a nova regra não se preocupa com a questão da sustentabilidade: "estes relógios eletrônicos emitirão milhões de comprovantes de papeis para o controle de presença entre trabalhadores e empresários", afirmou no comunicado.

Entenda

- A partir desta segunda-feira empresas de diversos setores passam a adotar o ponto eletrônico
- As regras valem para o setor industrial, comércio, serviços, transportes, construção, comunicações, energia, saúde, de educação e financeiro
- A adoção do ponto deveria ter começado no final do ano passado
- Foram cinco adiamentos até o início, nesta segunda-feira
- A partir de 1º de junho as empresas do setor de agroeconomia passam a utilizar o ponto eletrônico
- Em 3 de setembro, é a vez das micro e pequenas empresas
- Pelas novas regras, o trabalhador receberá um comprovante emitido pelo relógio de ponto
- O objetivo é evitar que o relógio seja violado

veja também