MENU

Lula celebra 65 anos com militantes na porta de residência oficial

Lula celebra 65 anos com militantes na porta de residência oficial

Atualizado: Quinta-feira, 28 Outubro de 2010 as 9:32

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou nesta quarta-feira (27) com militantes do PT seu aniversário de 65 anos – a terceira celebração do dia – em uma tenda com estrutura de som montada em frente ao Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. O presidente e a primeira-dama, Marisa Letícia, foram recebidos aos gritos de "Lula, o seu presente é Dilma presidente".

"Aqui não pode falar de eleição, aqui é o aniversário do sessentão", respondeu Lula. No discurso, no entanto, o presidente pediu que o país não "volte a ser o que era" e disse ter convicção de que fez "muito mais" do que seus antecessores. "Deixo a Presidência com a convicção de que não fizemos tudo o que queríamos, mas fizemos muito mais do que todos que vieram antes de nós", afirmou.

"Construímos um paradigma para que o Brasil nunca mais pode volte a ser o que era. Não queremos mais FMI, não queremos pobres sem atenção, não queremos pessoas humildes sem poder fazer universidade", afirmou diante de dezenas de petistas que carregavam bandeiras com o nome da candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff. No discurso de agradecimento, Lula afirmou que vai continuar "brigando" pelo país depois de deixar o cargo, em janeiro de 2011.

"Estejam certos que deixo a Presidência mas não a disposição de brigar por esse país. Tenho a convicção de que, aconteça o que acontecer, vamos continuar governando pela cabeça de vocês, falando pela boca de vocês, lutando pela dignidade de vocês. Este país nunca mais vai voltar a ser um país de segunda classe."

Durante a comemoração, Lula subiu ao palco montado e assistiu à apresentação de um coral de crianças. Militantes chegaram a invadir a estrutura e só desceram depois dos apelos do presidente. "Quero pedir que vocês todos desçam do palco, com exceção das crianças."

O presidente também ganhou um bolo enfeitado por corações vermelhos. Lula agradeceu o apoio dos petistas que "em todos os momentos não tiveram vergonha da sua bandeira e do seu candidato". Ele agradeceu ainda os elogios e as críticas recebidas durante os quase oito anos de governo. "Aprendi que um bom governante é aquele que sabe ouvir, em vez de falar", disse.

Por volta das 21h30, a candidata do PT à Presidência, Dilma Roussef, chegou à residência oficial, onde foi cumprimentar o presidente. Lula já havia entrado no Palácio da Alvorada.

De manhã, Lula ganhou uma festa durante a inauguração da últimpa etapa da restauração do porto de Itajaí (SC). De tarde, os funcionários do Palácio do Planalto organizaram uma festa-surpresa com bolo, salgadinhos e refrigerante. "Com sinceridade, preferia que esse dia não tivesse chegado", afirmou o presidente, emocionado, durante a festa, em referência ao final de seu mandato.

Por: Nathalia Passarinho

veja também