MENU

Lula chama de "preconceituosa" resistência a Metrô em Higienópolis

Lula chama de "preconceituosa" resistência a Metrô em Higienópolis

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 9:44

?> O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou de "preconceituosa" a resistência de alguns moradores em relação à abertura de uma estação do Metrô em Higienópolis, bairro nobre da cidade de São Paulo. "Eu acho um absurdo por que isso demonstra o preconceito enorme contra o povo que anda de transporte público neste país", disse na noite de quinta-feira (12) o ex-presidente, em evento no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

A Associação Defenda Higienópolis, formada por moradores do bairro, não concorda com a implantação de uma estação da Linha 6-Laranja na Avenida Angélica, principal via do bairro. Após as reclamações, o Metrô anunciou na quarta-feira (11) que está sendo avaliada uma nova localização para a Estação Angélica. O governador Geraldo Alckmin, porém, garantiu que haverá, sim, uma estação de metrô no bairro.

Lula, que foi homenageado pelo sindicato que o projetou para a política nacional, se disse indignado com a polêmica. "Eu sinceramente não posso conceber que uma pessoa que estudou tanto, que uma pessoa que tem posses, seja tão preconceituosa e queira evitar que as pessoas mais humildes possam transitar no bairro onde eles moram."

Essa foi a primeira vez que Lula voltou ao Sindicato dos Metalúrgicos desde que deixou a Presidência da República. No evento de comemoração dos 52 anos de existência da entidade, o ex-presidente foi homenageado com o Prêmio João Ferrador (personagem que ficou famoso entre a categoria por difundir mensagens no período da ditadura militar). Além de Lula, foram premiados por promover ações cidadãs a educadora Maria Helena Negreiros e a Rede Comunitária de Pré-Vestibulares e Educação para Afrodescendentes e Carentes (Educafro).

Durante o evento, que contou com a presença do presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão (SP), e o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, Lula foi recebido como "nosso eterno presidente". O ex-presidente disse estar feliz em rever os antigos companheiros sindicalistas e que o evento o fazia lembrar da sua participação na entidade. "Tudo o que aconteceu na minha vida, aconteceu neste salão", disse, ao mencionar que naquele local também conheceu a sua mulher, Marisa Letícia.  

veja também