MENU

Lula defende criação de salas de cinema nas periferias

Lula defende criação de salas de cinema nas periferias

Atualizado: Sexta-feira, 24 Julho de 2009 as 12

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu ontem, 23 de julho, a criação de salas de cinema na periferia das grandes cidades. "É preciso ter uma determinação, e aí, talvez, seja uma combinação entre prefeitura, governo estadual e governo federal para fazer com que essas coisas cheguem definitivamente à periferia, onde está a maioria da população", afirmou.

A expansão das salas de cinema para as área periféricas das cidades poderá, segundo Lula, facilitar o acesso à produção cinematográfica. Ele disse que é melhor levar o cinema para a periferia do que trazer a pessoa da periferia para ver um filme no centro da cidade.

Para Lula, a falta de salas de exibição dificulta a distribuição da produção cinematográfica nacional. De acordo com o presidente, não é possível o cinema brasileiro produzindo "coisas de tão boa qualidade e a distribuição ser de tão má qualidade", devido à falta de salas de  exibição.

Atualmente, as pessoas sentem falta de opções de lazer, além da televisão, que oferece "um misto de coisas boas com a maioria de coisas ruins", afirmou o presidente, durante a assinatura do projeto de lei que criou o Vale-Cultura. Pelo projeto, os trabalhadores poderão comprar ingressos de cinema, de teatro, de museus e de shows, além de livros, CDs e DVDs, entre outros produtos culturais, usando de um cartão magnético. Ele informou que o projeto será enviado para a Câmara dos Deputados com urgência urgentíssima e deverá ser votado em até 45 dias.

Também participaram da cerimônia os ministros Juca Ferreira, da Cultura, e Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil da Presidência da República, e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

veja também