MENU

Lula descarta paralisar obras sob suspeita

Lula descarta paralisar obras sob suspeita

Atualizado: Terça-feira, 9 Março de 2010 as 12

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, dia 8, que não vai paralisar grandes obras que estejam sob suspeita de superfaturamento, segundo auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União). Ele justificou sua decisão lembrando que está evitando a demissão de trabalhadores empregados nessas construções.

"Eu adotei uma filosofia de vida de que é o olho do dono que engorda o porco. Eu tenho que estar presente sempre para saber se as coisas que nós decidimos estão funcionando. Há menos de um mês, se a gente não fica esperto, essa obra estaria parada, a obra da Repar (Refinaria do Paraná) estaria parada e a obra da refinaria de Pernambuco estaria parada, e 27 mil trabalhadores teriam sido mandados embora", afirmou.

"Vamos fazer uma investigação, mas vetei a paralisação das obras", afirmou durante discurso em cerimônia de assinatura de contratos para a construção do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), em Itaboraí, região metropolitana do Rio.

No fim de janeiro, Lula sancionou o orçamento de 2010, vetando a retirada de quatro obras da Petrobras, que estavam na lista de irregularidades apontadas por auditorias do TCU. Com isso, o repasse de recursos para esses projetos ficou garantido, apesar da avaliação do tribunal.

O presidente ressaltou o investimento recente na construção de refinarias no país, e criticou a decisão de governos anteriores, que segundo Lula, não apostavam em projetos de infraestrutura. Ele citou que, entre modernização do atual parque de refino e novas construções, estão sendo investidos, pelo menos, US$ 60 bilhões.

"Há cinco anos, independentemente da vontade da Petrobras, não teria nenhuma refinaria no Brasil. Porque a Petrobras entendia naquela época que já tínhamos refinarias suficientes. Chamamos a direção da Petrobras para discutir a necessidade de fazer mais refinarias no Brasil", disse.

Por: Cirilo Junior

veja também