MENU

Lula diz que o sertão não servirá mais de estudo 'para medir fome e miséria'

Lula diz que o sertão não servirá mais de estudo 'para medir fome e miséria'

Atualizado: Quarta-feira, 15 Dezembro de 2010 as 10:09

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (14) que o sertão do Nordeste nunca mais servirá de estudo "para medir a fome e a miséria" ao defender investimentos na região durante seu governo. Lula participou de cerimônia de entrega de 113 casas para famílias atingidas pela transposição do Rio São Francisco.

"O sertão nunca mais voltará a ser motivo de estudo social apenas para medir a fome e a miséria. O sertão vai fazer parte do Brasil desenvolvido do ponto de vista tecnológico, do ponto de vista científico. O sertão vai fazer parte do Brasil desenvolvido do ponto de vista da indústria, do ponto de vista da agricultura, do ponto de vista do fortalecimento da pequena e média empresa. O sertão vai virar desenvolvido do ponto de vista das universidades federais, das escolas técnicas, mas também da qualidade do ensino fundamental, porque é isso que o progresso vai trazer", disse o presidente.

Durante seu discurso, Lula reforçou a importância da construção da ferrovia Transnordestina. Segundo o presidente, cerca de 11,7 mil pessoas estão trabalhando na obra. "A situação está melhorando porque nós não tiramos nada de ninguém, apenas demos para o povo do Nordeste aquilo que era merecido. Nós, nordestinos, não nascemos para ser tratados como de segunda classe, nós nascemos para ser de primeira classe, porque nós queremos comer bem, viver bem", disse Lula.

O presidente voltou a afirmar que durante seus oito anos de mandato manteve uma boa relação com os governadores, independentemente de partido. "Nunca na história do país um presidente tratou os governadores com o respeito que eu tratei. Não faltou solidariedade, não faltou respeito, não faltou dinheiro", disse.

Lula disse que, após terminar seu mandato, no final deste mês, vai seguir viajando pelo Brasil. "Eu disputei eleições em 89, 94, 98 e perdi. E cada vez que eu perdia eu não me escondia. Se quando eu perdia eu não me escondia, porque eu vou me esconder agora que eu ganhei? Pode ter certeza que eu vou continuar viajando, levantando problemas. É por isso, companheiros que eu quero dizer que a luta continua."

veja também