Lula e Dilma recebem Hillary Clinton em Brasília

Lula e Dilma recebem Hillary Clinton em Brasília

Atualizado: Quinta-feira, 4 Março de 2010 as 12

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, receberam na tarde desta quarta-feira (3) a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton. Mais cedo, Hillary visitou o Congresso Nacional e almoçou com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim.

Amorim, que também participou do encontro da secretária de Estado com Lula, contou que o presidente desse que pretende visitar Israel, Palestina e Jordânia entre 14 e 19 de março e depois, em maio, se reunirá com o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad. Lula afirmou a Hillary, segundo Amorim, que deve tratar da questão nuclear com Ahmadinejad e com líderes mundiais.

"[A conversa] teve algumas referências ao Oriente Médio em que o presidente Lula comunicou inclusive que estará indo visitar. E comentou também que irá agora a Israel, Palestina e Jordânia e mencionou também que irá ao Irã, em maio, e que ele tem intenção de falar com os principais líderes do mundo, entre os quais naturalmente o presidente Obama, sobre esse tema na busca que nós temos feito de uma solução pacífica sobre essa situação", comentou Amorim.

Segundo o ministro, o presidente reiterou e citou exemplos de como é necessário que os Estados Unidos ampliem o diálogo com os países da América Latina. Hillary teria concordado com a afirmativa. 

Amorim negou ainda que temas como a compra de caças e os incentivos sobre o algodão norte-americano tenham sido tratados na reunião com o presidente. "Sobre os caças ela não falou com o presidente. Lá ela abordou da forma como vocês podem imaginar. Na verdade, ela deu introdução e pediu para o embaixador falar. Ele disse que o caça é melhor, que é mais barato, que tem todas as qualidades do mundo e eu não esperava ouvir nada diferente", contou.

O ministro disse que o presidente e Hillary também falaram sobre a questão das mudanças climáticas e Lula mencionou a necessidade de esforços para que a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, que será realizada no México no final deste ano, termine com um acordo mundial.

veja também