MENU

Lula lança pedra fundamental de prédio da UNE no Rio

Lula lança pedra fundamental de prédio da UNE no Rio

Atualizado: Terça-feira, 21 Dezembro de 2010 as 9:50

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na tarde desta segunda-feira (20) do lançamento da pedra fundamental do prédio da União Nacional dos Estudantes (UNE), na Zona Sul do Rio. Lula chegou por volta de 18h15 ao evento, onde inaugurou uma placa comemorativa. Ele estava acompanhado do governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, e do prefeito da cidade, Eduardo  Paes.

Lula participou do ato que dará início às obras e também do evento do arquiteto Oscar Niemeyer, de 103 anos de idade, que doou o projeto da nova sede, que foi aplaudido de pé por todos os presentes. Durante o evento, o presidente fez um brincadeira com o senador eleito Lindberg Faria dizendo que ele tinha muita sorte, porque ele ainda não tinha assumido o cargo e já tinha recebido aumento de salário. "Só ele (Lindberg) e Tiririca têm sorte. Receberam aumento de salário e ainda nem assumiram. Eu tive 8 anos no governo e não recebi um aumento", brincou Lula.

Ainda na UNE, o presidente enalteceu os programas de governo, como Pró-Uni, que é de inclusão social nas universidades. Ele lembrou que, durante sua gestão, foram construídas sete universidades e 214 escolas técnicas.

"Velhinho da terceira idade"

Ao final do evento, Lula deu um conselho como "velhinho da terceira idade". "Não façam nunca uma pauta de reivindicações porque é impossível de conquistar. Isso é muito bom para o discurso ideológico, mas se querem continuar crescendo, façam uma pauta em que vocês acreditam e que num determinado tempo possam conquistar".

Com relação à nova sede da UNE, Lula agradeceu ao Congresso a liberação da verba e disse que para o prédio, orçado em R$ 44 milhões, o governo já depositou R$ 30 milhões na conta da UNE. Segundo ele, ainda será decidido se outros R$ 14 milhões serão editados numa medida provisória até o final deste ano ou se essa "honra e prazer" serão da nova presidente, Dilma Rousseff, no começo de seu mandato. De lá o presidente seguiu para o Museu de Arte Moderna (MAM), também na Zona Sul da cidade, onde foi homenageado durante a entrega do Prêmio Brasil Olímpico 2010. Segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), a homenagem foi prestada a Lula por tudo o que ele fez pelo esporte em seu governo – como o apoio para trazer para o país os dois maiores eventos esportivos do mundo, a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016.

"O senhor está na história e no futuro do esporte brasileiro. O senhor foi o presidente que mais fez pelo esporte brasileiro em toda a história da República. E tenho certeza de que continuará com a gente em 2016, não só no coração, mas também fisicamente", disse o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzmann, durante a homenagem.

Brincando, Lula confirmou que estará presente em 2016, ao parabenizar o trabalho do prefeito do Rio, Eduardo Paes. "Daqui a dois anos estará pleiteando (o governo) de novo. E pode contar comigo. Estou com 65 mas com espírito de um jovem de 30. Não sei se tem modalidade para terceira idade, mas pode me convidar", brincou o presidente.

Durante seu discurso, Lula ressaltou ainda que o Rio de Janeiro conquistou o direito de sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 graças ao profissionalismo e união dos governos federal, estadual e municipal. E acrescentou que as verbas públicas usadas no esporte devem ser vistas como investimento e não como gasto. “Nós queremos transformar o esporte num instrumento de desenvolvimento desse país. Não podemos mais falar em gastar em esporte. É investimento no esporte brasileiro para que o Brasil se transforme numa verdadeira potência olímpica”, afirmou.

“O que nós precisamos é de uma política de Estado para garantir a todos, independentemente se nasceu no [Conjunto de Favelas do] Alemão ou na Tijuca, o direito de disputar, em igualdade de condições, uma medalha de ouro nas próximas Olimpíadas, aqui no Brasil ou em Londres ou em qualquer lugar”, completou o presidente Lula.

veja também