MENU

Lula nega intenção de licença para fazer campanha de Dilma

Lula nega intenção de licença para fazer campanha de Dilma

Atualizado: Sexta-feira, 5 Março de 2010 as 12

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou nesta sexta-feira, dia 5, que vá pedir licença do cargo para participar da campanha da pré-candidata do governo, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef. "Seria uma coisa descabida", disse, em entrevista às rádios Emissora Rural AM e Juazeiro AM.

A informação de que o presidente pretendia se licenciar foi divulgada na edição de quinta-feira, dia 4, do jornal O Globo. No mesmo dia, José Sarney, que chegou a ser apontado como o indicado para assumir temporariamente o cargo, também rechaçou a hipótese.

Ao analisar a possibilidade, o presidente afirmou que o licenciamento seria o mesmo que menosprezar o peso político da Presidência. "Seria uma coisa vista de forma irresponsável com o mandato. Até porque, achar que eu me afastando posso ajudar mais um candidato seria também diminuir o mandato", declarou.

"Se fosse assim, quem não tem o mandato teria mais força política do que eu", afirmou. "As pessoas precisam parar de brincar com a inteligência do povo", disse Lula, criticando o jornal.

"Não há hipótese dessa discussão ocorrer no momento da história do Brasil em que o presidente da República tem que governar. A ministra Dilma, quando chegar no mês de abril, junto com os ministros que fazem parte do governo, irão se afastar para concorrer às eleições como manda a legislação eleitoral", disse.

Viagem

Lula viajou ao Nordeste para participar da solenidade de entrega da primeira etapa do Projeto Salitre, um projeto de irrigação na região de Juazeiro (BA). O projeto conta com investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), na ordem de R$ 251,5 milhões, entre 2007 e 2010. O valor do investimento total no projeto é de R$ 900 milhões.

veja também