MENU

Lula reúne governadores e senadores eleitos para discutir 2º turno

Lula reúne governadores e senadores eleitos para discutir 2º turno

Atualizado: Terça-feira, 5 Outubro de 2010 as 10:23

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reúne na manhã desta terça-feira (5) governadores e senadores eleitos da base aliada para discutir sobre o segundo turno das eleições. Participam da reunião, que ocorre no Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente, governadores de 10 estados, além de senadores e ministros do governo. Lula quer pedir apoio da base para a reta final da campanha da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, que enfrenta o adversário tucano, Jose Serra, no segundo turno das eleições.

Já chegaram ao encontro com Lula, entre outros, os governadores do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, do Amazonas, Omar Aziz (PMN), de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), Espírito Santo, Renato Casa Grande (PSB) e de Sergipe, Marcelo Déda (PT). Os senadores, Valdir Raupp (PMDB-RO), Renan Calheiros (PMDB-AL), Roberto Requião (PMDB-PR), Armando Monteiro (PTB-SE) e José Pimentel (PT-CE), também já entraram no Palácio da Alvorada. O deputado Ciro Gomes (PSB-CE) chegou por volta de 9h30.

A captação de candidatos eleitos base aliada faz parte de uma estratégia de mobilização do governo para eleger Dilma. Nesta segunda (4), o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que governadores e parlamentares que apoiam o governo irão participar ativamente da campanha da petista para o segundo turno. "Tenho certeza absoluta que os governadores eleitos, senadores eleitos, deputados vão estar absolutamente envolvidos na campanha da nossa candidata nesse segundo turno. O apoio vai ser fundamental", afirmou.

Na tarde de segunda, Dilma Rousseff e seu candidato a vice, Michel Temer (PMDB), convocaram candidatos eleitos da base para uma reunião. Marcado para as 16h30, em um dos hotéis às margens do Lago Paranoá, em Brasília, o encontro com os eleitos foi preparado para ter o efeito de uma espécie de “arrancada” para o segundo turno, em 31 de outubro. O objetivo foi mobilizar deputados estaduais, federais, governadores e senadores na busca por votos.

Postado por: Guilherme Pilão

veja também