MENU

Lula sanciona lei que aumenta punição para quem dirige alcoolizado

Lula sanciona lei que aumenta punição para quem dirige alcoolizado

Atualizado: Segunda-feira, 23 Junho de 2008 as 12

Lula sanciona lei que aumenta punição para quem dirige alcoolizado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quinta-feira, 19 de junho, o projeto de lei que torna mais rigorosa a punição para motoristas que dirigirem alcoolizados. A nova  lei, que recebeu o nº 13, de 2008, prevê que o motorista não pode ter nenhum teor de álcool no sangue, além de proibir a venda de bebidas alcoólicas em estradas federais, exceto em trechos dentro das cidades.

Se for flagrado embriagado, o motorista vai ter que pagar uma multa de R$ 955 e tem suspensa por um ano a carteira de habilitação. Antes dessa lei o teor alcoólico permitido era de até seis decigramas de álcool por litro de sangue. Pela nova lei, passa a ser obrigatório também o teste do bafômetro, antes opcional. Se o motorista se recusar a fazer o teste, ele sofre as mesmas sanções aplicadas ao motorista embriagado.

De acordo com dados da assessoria da Polícia Rodoviária Federal, o órgão dispõe de 500 bafômetros, quando o ideal seria dispor de 1.500 equipamentos para a fiscalização em todo o país. É intenção do governo, segundo a mesma fonte, colocar em todas as viaturas, em um prazo de até três anos, aparelhos que faz a aferição da quantidade de álcool no sangue.

Conforme a PRF, de janeiro a 31 de maio, 4.199 motoristas foram flagrados embriagados. Em todo o ano de 2007, foram 6.950. De 1º de fevereiro a 18 de junho, 2.318 estabelecimentos foram autuados por vender bebidas alcoólicas nas rodovias. O estado da Bahia lidera o ranking com 287 autuações, seguido por Minas Gerais (200) e Paraná (199). 

Postado por: Claudia Moraes

veja também