MENU

Luminária cai e fere contadora em agência dos Correios em Cuiabá

Luminária cai e fere contadora em agência dos Correios em Cuiabá

Atualizado: Quarta-feira, 24 Agosto de 2011 as 4:06

Um suporte de ferro para luminárias de uma agência dos Correios no bairro CPA II, em Cuiabá, despencou de uma altura de três metros e atingiu a cabeça de uma contadora, de 31 anos, que aguardava atendimento na agência. O acidente aconteceu na tarde desta segunda-feira (22) e o impacto causou traumatismo craniano na contadora.

Em entrevista ao G1 , a contadora disse que estava sentada na primeira fila junto com outros dois idosos quando o suporte caiu. “Depois que bateu na minha cabeça eu fiquei tonta. Saiu muito sangue, fiquei desesperada e pensei que tinha rachado a minha cabeça”, contou. O suporte atingiu apenas a contadora, sem ferir os idosos.

Ela recebeu socorro médico na Policlínica do bairro CPA I. Na unidade, o sangramento foi contido e ela permaneceu em observação médica por duas horas. O médico que atendeu a contadora informou que o impacto da queda do suporte sobre a cabeça dela provocou um traumatismo craniano, mas de grau leve. Após deixar a unidade de saúde, a contadora seguiu para casa e continuou em observação ao longo do dia.

Ela registrou boletim de ocorrência no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), da Polícia Civil, do bairro Planalto. A contadora pretende ingressar com uma ação indenizatória contra a agência. “O suporte é grande. Se fosse uma criança no meu lugar, teria morrido”, apontou a contadora.

Outro lado

O G1 procurou a gerência da unidade dos Correios em que foi registrado o acidente. O gerente Hélio de Souza informou que prestou socorro à vítima e que se comprometeu a arcar com os custos do tratamento de saúde da contadora. “Foi uma fatalidade o suporte se soltar. Ele [suporte] não é pesado, mas pela altura, o impacto acabou machucando a cliente”, acentuou o gerente.

Souza informou que a agência passa por manutenção regular e que após o acidente todas as luminárias foram vistoriadas. A assessoria de imprensa dos Correios classificou o acidente como isolado pela inexistência de nenhum outro caso semelhante nos imóveis dos Correios. A assessoria de imprensa ainda ressaltou que os Correios mantêm um setor de engenharia que é o responsável por manutenções preventivas e corretivas nos prédios das agências.

O G1 também procurou a unidade do Conselho Regional de Agronomia, Arquitetura e Engenharia Civil de Mato Grosso (Crea). O órgão informou que só faz vistorias quando é solicitado. Em relação aos Correios, o Crea disse que os Correios mantêm funcionários registrados no conselho e que eles seriam os responsáveis pelas vistorias.            

veja também