MENU

Mãe de jovem morta no carro de Edmundo comemora justiça

Mãe de jovem morta no carro de Edmundo comemora justiça

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 4:16

Acidente com o carro do jogador Edmundo, na lagoa Rodrigo de Freitas     A notícia da prisão do ex-jogador Edmundo, na madrugada desta quinta-feira (16), agradou a família da jovem Joana Maria Martins Couto, que estava no carro do ex-atacante e morreu a caminho do hospital. Para a mãe de Joana, Liane Martins, a prisão do ex-jogador foi uma surpresa.

- A princípio fiquei surpresa, não imaginava que depois de tanto tempo isso iria acontecer. Acho que pegou de surpresa a mim e a ele também.

Joana tinha 16 anos e estava no banco do carona no carro em que Edmundo dirigia. Eles voltavam de uma boate com outras pessoas quando o carro do ex-atacante bateu violentamente em outro veículo na lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio. Para Liane, esse foi um dos momentos mais difíceis de sua vida.

- Tive uma sensação ruim no dia em que perdi minha filha, foi horrível. Mas, pelo menos ao que parece as coisas estão começando a mudar, espero que ele tenha um momento de reflexão de tudo o que aconteceu, e que isso sirva de um alerta para outras pessoas.   Ela ainda revela que espera que isso seja uma lição para todos. Segundo ela, acidentes podem até acontecer, mas não da forma que ocorreu.

- Acabei de ver na televisão um rapaz embriagado saindo do carro. Pelo jeito as pessoas estão precisando ver que as coisas realmente acontecem, tem que existir uma punição. Na época eu não acusava ninguém. Pois acidentes acontecem. Mas a situação foi de uma insanidade, uma inconsequência. Três pessoas lindas morreram: minha filha, uma menina e um jovem que estava se formando. Isso acaba com qualquer família.

Segundo Liane, esse era um caso esquecido que voltou à tona, e, para ela, esse é um sinal de que a justiça não falha. - No começo eu via como um acidente, mas depois do caso esclarecido, com as testemunhas aparecendo, vi que a situação era diferente. Pensei que ninguém lembrava, mas acabou que não esqueceram. Isso mostra que a justiça tarda, mas não falha. Justiça

  Edmundo teve o mandado de prisão expedido na noite de terça-feira (14) pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro. Ele foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão em regime semiaberto por se envolver em acidente que matou três pessoas e deixou outras três feridas em 2 de dezembro de1995, na Lagoa, zona sul do Rio.

Na ocasião, morreram Joana Maria Martins Couto, Carlos Frederico Britis Tinoco e Alessandra Cristini Pericier Perrota e ficaram feridas Roberta Rodrigues de Barros Campos, Débora Ferreira da Silva e Natascha Marinho Ketzer.          

veja também