MENU

Mãe de Mércia se emociona e passa mal ao saber de decisão da Justiça

Mãe de Mércia se emociona e passa mal ao saber de decisão da Justiça

Atualizado: Quarta-feira, 23 Fevereiro de 2011 as 3:31

A mãe de Mércia Nakashima se emociou e chegou a passar mal com a decisão da Justiça, que negou o pedido de liberdade ao ex-PM Mizael Bispo, acusado de assassinar a jovem. Na noite desta terça-feira (23), Janete Nakashima foi até o Tribunal de Justiça de São Paulo, no centro da capital, acompanhada de integrantes de uma ONG em defesa das mulheres.

Janete, segundo o filho Márcio Nakashima, teve a notícia em primeira mãe e ficou bastante emocionada. Nakashima conta que todos foram pegos de surpresa, pois a família não imaginava que a decisão seria anunciada nesta terça-feira.

- Nós ficamos aliviados e satisfeitos com a decisão judicial.

Os desembargadores da 12º Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiram nesta quarta-feira (23) manter a autorização da prisão preventiva de Bispo e Evandro Bezerra da Silva, acusado de ajudar o ex-PM a planejar o crime. Ambos estão foragidos desde dezembro de 2010.

O irmão de Mércia, contudo, critica o parecer da desembargadora Angélica de Almeida, que pediu a anulação da prisão de Mizael Bispo. Para ele, a interpretação que a magistrada teve do caso é esdrúxula e sem amparo na lei.

Segundo o Tribunal de Justiça, os desembargadores Vico Mañas e Breno Guimarães votaram contra o pedido de liberdade feito pela defesa dos réus. Já a desembargadora Angélica de Almeida pediu que o juiz de Guarulhos impusesse ao acusado uma medida alternativa.

A desembargadora não chegou a dizer qual seria a medida, mas uma possibilidade era de que Mizael ficasse proibido de se aproximar da família de Mércia.

O TJ já havia negado no final do ano passado, em decisão liminar (provisória), o pedido de liberdade. Ambos estão foragidos desde que a Justiça decretou a prisão deles no dia 7 de dezembro de 2010.

Entenda o caso

Mércia desapareceu no dia 23 de maio de 2010 depois de visitar a avó em Guarulhos, na Grande São Paulo. Seu corpo foi encontrado no dia 11 de junho na represa de Nazaré Paulista. Um dia antes, o carro da advogada foi achado no mesmo local.    

veja também