MENU

Mãe pede socorro para filho de 12 anos viciado em crack na Serra

Mãe pede socorro para filho de 12 anos viciado em crack na Serra

Atualizado: Sexta-feira, 1 Outubro de 2010 as 2:04

O drama da mãe de uma criança de 12 anos viciado em crack é o mesmo de outras tantas que lutam para tirar os filhos do vício das drogas. Com medo de revelar o rosto, ela conta que já foram feitas várias tentativas de internação, mas o menino só piora. "Tem noite que eu não durmo. E o caso dele está se agravando ainda mais. Ele não consegue mais controlar o vício no crack, ele usa todos os dias e eu estou precisando de ajuda. Ele já abandonou a escola, ele não conversa mais com as pessoas, já está tendo alucinação, está com medo de tudo. Quando dorme, é de dia e pela noite ele apronta", conta. Há um ano e meio a mãe teve que largar o emprego para se dedicar exclusivamente ao menino, que não para de fazer dívidas em bocas de fumo. A criança já foi jurada de morte.

A estimativa do Ministério da Saúde é de que atualmente no Brasil existam 25 mil jovens nesta mesma situação. O crack, que é uma mistura de bicarbonato de sódio com cocaína, provoca no usuario dependência rápida. Ela é cinco vezes mais potente que a cocaína pura, por exemplo.

Em setembro deste ano, a TV Vitória mostrou um caso semenhante. A mãe, em desespero, acorrentou o próprio filho para que ele não saísse para consumir drogas. "Eu não estou preparada para perder ele. Eu não quero perder meu filho. Eu quero ver meus netos, eu quero que ele tenha filhos. Eu vivo só pra ele, mais nada", desabafa esta outra mãe.

Mas, a boa notícia veio recentemente. A criança, que também tem 12 anos, antes agressiva e revoltada, conseguiu uma vaga no Hospital Ferroviário e com tratamento já mostra recuperação. Resultado que a primeira mãe quer encontrar. "Ele me pede ajuda, ele fala que quer se tratar. A assistente social já veio aqui com um oficial de Justiça e eu pensei que fossem interná-lo. Mas, levaram a gente para o PA de Carapina, disse que a vaga estava garantida, que ele seria internado naquele mesmo dia. Até hoje nada".

A prefeitura da Serra garantiu que uma equipe da saúde vai fazer uma visita à família e encaminhar o menino para tratamento.       Postado por: Guilherme Pilão

veja também