MENU

Mais dois corpos do desabamento no Rio são identificados, diz polícia

Mais dois corpos do desabamento no Rio são identificados

Atualizado: Terça-feira, 31 Janeiro de 2012 as 11:30

Mais dois corpos de vítimas do desabamento de três prédios no Centro do Rio foram identificados, informou na manhã desta terça-feira (31) a assessoria da secretaria de Polícia Civil. Os corpos identificados são de Daniel de Souza Jorge Amaral, que segundo a família teria 26 anos, e Miriene Lopes dos Santos, de 66 anos. Com isso sobe para 15 o número de corpos identificados. Outras duas vítimas permanecem no IML aguardando o reconhecimento. Veja a lista dos identificados.
Segundo a polícia, os corpos de Daniel e Miriene foram identificados na noite de segunda-feira (30) e já foram liberados pelo Institito Médico Legal (IML) para que as famílias possam providenciar os sepultamentos. 


Exames de DNA
Familiares de desaparecidos no desabamento foram, na manhã da segunda-feira (30), ao Instituto de Pesquisa e Perícias em Genética Forense, da Polícia Civil, fazer exames de DNA que poderão ajudar na identificação dos corpos resgatados nos escombros que ainda não foram reconhecidos.


A informação é a Secretaria municipal de Assistência Social, que continua mantendo um ponto de apoio a essas famílias na Câmara dos Vereadores, no Centro, próximo ao local da explosão. Os familiares seguem no local à espera de informações sobre os desaparecidos.
Na Câmara dos Vereadores, há, segundo a secretaria, médicos, assistentes sociais e psicólogos para dar apoio às famílias. Na manhã desta terça-feira (31), haverá um ato ecumênico na Câmara, reunindo as famílias e as equipes de apoio.

Trânsito
Também na segunda, o trânsito no Centro do Rio começou a voltar ao normal. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a Avenida Treze de Maio foi liberada aos pedestres após a instalação de tapumes que cercam os escombros que ainda são retirados.


A Avenida Almirante Barroso foi totalmente liberada ao tráfego. A via estava interditada desde a noite de quarta, entre a Avenida Rio Branco e a Rua Senador Dantas, para facilitar o trabalho das equipes nas buscas e retirada de escombros na Avenida Treze de Maio.
A Rua Senador Dantas também voltou à mão de origem, da Evaristo da Veiga à Avenida Chile.  Permanecem interditados, preventivamente, pela Defesa Civil o prédio de número 6 da Avenida Almirante Barroso e o anexo do Theatro Municipal.

Espaço para homenagens
Na noite de domingo (29),o comandante da Guarda Municipal, Henrique de Lima Castro, disse que vai criar um espaço na Avenida Treze de Maio, cercado com grades, em frente ao local dos desabamentos de três prédios, para quem quiser prestar homenagens às vítimas.
“Eu determinei que seja feito um espaço para as pessoas que queiram homenagear as vítimas do desabamento. Assim, elas não vão atrapalhar o fluxo de pedestres, que, amanhã deve ser muito grande, como é normalmente aqui no Centro da cidade”, explicou Lima Castro no domingo.


veja também