MENU

Marcola vai a júri pela morte de juiz corregedor de presídios

Marcola vai a júri pela morte de juiz corregedor de presídios

Atualizado: Quarta-feira, 11 Novembro de 2009 as 12

Apontado como um dos chefes da facção criminosa que age dentro e fora dos presídios de São Paulo, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, será julgado nesta quarta-feira (11) pela Justiça de São Paulo. Ele é acusado de ser um dos mandantes do assassinato do juiz-corregedor de presídios Antônio José Machado Dias, no dia 14 de março de 2003.

A audiência está marcada para às 13h, no Fórum da Barra Funda, mas não deve contar com a presença do acusado, como informou a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça. Apesar do apagão energético da noite de terça e madrugada desta quarta, a assessoria disse ao R7, por volta de 9h15, que a sessão estava mantida.

Marcola deveria ter sido julgado no dia 1º de outubro deste ano, mas o julgamento foi adiado. Na ocasião, Júlio César Guedes de Moraes, o Julinho Carambola, que também faz parte da facção criminosa e que era acusado pelo mesmo crime, foi condenado a 29 anos de prisão.

Machado Dias, que era juiz-corregedor da Vara de Execuções Criminais e corregedor dos Presídios de Presidente Prudente, cidade a 558 km de São Paulo, foi assassinado depois de sair do fórum local, no fim da tarde do dia 14 de março de 2003. Ele foi baleado dentro de seu carro em uma emboscada, nas proximidades do local onde trabalhava. Ele era conhecido por ser sério e duro ao julgar pedido de presos.

veja também