Marina diz que campanha não deve repetir episódios de "triste memória"

Marina diz que campanha não deve repetir episódios de "triste memória"

Atualizado: Sexta-feira, 4 Junho de 2010 as 11:11

A pré-candidata do PV à Presidência, Marina Silva, disse nesta quinta-feira (3), em referência à troca de acusações entre PT e PSDB sobre a produção de supostos dossiês difamatórios, que a campanha presidencial não deve repetir ''episódios de triste memória'' do passado.

''Espero que a campanha não resvale para os episódios de triste memória que já tivemos, com dossiês que depois se mostraram, enfim, bastante complicados'', disse Marina, após apresentar em São Paulo propostas para a área social.

No último final de semana, reportagem da revista ''Veja'' apontou que um grupo na pré-campanha da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) preparava a produção de um dossiê para atingir o pré-candidato do PSDB, o ex-governador José Serra. A iniciativa teria sido barrada por outra ala do PT.

Na quarta-feira (2), Serra acusou Dilma de estar por trás do suposto dossiê. A petista rebateu a afirmação, classificando a acusação como ''falsidade''.

Marina disse que eventuais acusações e denúncias contra rivais ''tem que ser fundamentadas em dados de realidade'', mas procurou se afastar da polêmica.

''Não tenho conhecimento [da troca de acusações entre Dilma e Serra], não tive tempo de ver. Estava competamente imbuída do trabalho que estava fazendo aqui [apresentação de programas sociais], portanto não gostaria de me manifestar sobre algo que não tive tempo de analisar'', afirmou a pré-candidata verde.

Por Thiago Guimarães

veja também