Max Fercondini: "Me considero um cara charmoso"

Max Fercondini: "Me considero um cara charmoso"

Atualizado: Sexta-feira, 19 Fevereiro de 2010 as 12

Compenetrado como Ricardo, o médico que interpreta em Viver a Vida, Max Fercondini, de 24 anos, começa esta entrevista, em que responde as perguntas enviadas pelos leitores ao site de QUEM, querendo saber se a gravação da conversa irá ao ar pela internet. “É só para saber se tinha que fazer alguma entonação”, explica ele à repórter Elena Corrêa. Com a mesma dedicação, o ator divide-se entre as gravações da novela e o Globo Ecologia, exibido aos sábados, na TV Globo, que ele apresenta desde abril de 2009. Mas, saciando a curiosidade das fãs, ele garante que sobra tempo para a família e para a atriz Amanda Richter, sua namorada há dois anos. Na conversa, ele diz que está se preparando para ainda ser um protagonista de novela.

1- Como organiza sua vida pessoal fazendo dois trabalhos ao mesmo tempo na TV?

Jonatas Boni, São Francisco do Guaporé (RO)

Gravo a novela de quatro a cinco vezes por semana e o "Globo Ecologia" a gente faz nas minhas folgas da novela. Como estudo muito as pautas do programa e os temas que a gente aborda, o tempo fica dividido entre dois deveres de casa. Fico meio sobrecarregado, mas tento descontrair e aproveitar a vida com minha namorada e com minha família sempre que posso.

2- Quando você fez "Malhação" (2001), não tinha um físico tão forte. Você se preocupou em malhar para se tornar um galã?

Selma Borges, Porto Alegre (RS)

Sempre busquei ter uma forma física saudável e que me desse a possibilidade de atender aos padrões de um protagonista de novela e de personagens de destaque. Naquela época (de "Malhação"), eu tinha 15 anos. Se houve uma preocupação foi com relação à saúde e a me dar a possibilidade de fazer personagens com destaque para cenas românticas.

3- Você sonha em ser protagonista?

Márcia Soares, São Paulo (SP)

Não é que eu sonhe, as coisas me indicam esse caminho e trabalho bastante para que isso aconteça. São comentários de equipe, de direção, de produção de elenco, de autores que, cada vez que amadureço mais nos meus personagens, demonstram confiança no meu trabalho.

4- Você se acha galã na vida real?

Angella Renata Chemin, Inácio Martins (PR)

Muitas pessoas me abordam e dizem que sou mais bonito pessoalmente e também que na TV pareço mais baixo e mais gordo. Posso dizer que me considero um cara charmoso e levo muitas vezes esse charme para os meus personagens.

5- Gostaria de interpretar um personagem polêmico na TV?

Thiago Barbosa, João Pessoa (PB)

Eu gostaria de interpretar personagens históricos, navegadores, personagens que li nos livros. Talvez um líder revolucionário, não sei, alguma coisa ligada a um movimento social. Polêmica me atrai bastante.

6- Já se realizou profissionalmente?

Simone Arouck, Belém (PA)

Cada novo personagem é um desafio sem precedentes, mas sempre vem alguma coisa a mais no próximo. A minha realização profissional hoje está mais como comunicador, por apresentar um programa de meio ambiente, que é o "Globo Ecologia". Nessa área tenho me realizado muito, não só pela importância do tema ecologia, mas porque sou uma pessoa pública e estou exercendo essa responsabilidade.

7- Você se acha mais bonito com ou sem barba?

Alessandra Tuan, Taubaté (SP)

Engraçado, esse é um dilema na minha casa, porque a barba tem que ter um tamanho certo, senão nem minha mãe nem minha namorada gostam, acham que está demais. Eu, às vezes, gosto de transcender um pouquinho e deixar ela maior, ter uma figura mais agressiva. Estou usando nesse personagem para ficar mais velho.

8- Como você se tornou um piloto de aeronave?

Thaís Rodrigues Lisboa, São Paulo (SP)

É um hobby para mim. Mas, por ser uma atividade que pode ser seguida profissionalmente, pode vir a ser uma segunda opção de carreira. Em um certo momento da minha vida, já estava fazendo novelas, mas decidi que queria buscar outros ares. E acabou que, literalmente, busquei uns ares mais para cima.

9- Você interpreta um médico muito atencioso com os pacientes. Você criou o personagem assim ou foi orientação da direção da novela?

Cristiano Tavares, Pacajus (CE)

Quando recebi o primeiro capítulo, eu nem sabia que ele seria um ginecologista. Eu busco ser sério e direto nas questões da consulta em si, assim como são os médicos.

10- Você gostaria de fazer cinema?

Flávia Roberta Monteiro Duque, Santos (SP)

Eu fiz em "O Maior Amor do Mundo", do Cacá Diegues, o personagem do José Wilker, dos 19 aos 21 anos de idade. E filmei, em 2009, com lançamento para julho deste ano, "Uma Professora Muito Maluquinha", em que faço um professor de geografia. Adorei fazer cinema e, se puder me dedicar mais a essa linguagem, vou investir porque é muito prazeroso.

Por: Elena Corrêa

veja também