Mecânico diz ter encontrado cartas não entregues em lixeira de SP

Mecânico diz ter encontrado cartas não entregues em lixeira de SP

Atualizado: Quinta-feira, 3 Novembro de 2011 as 12:04

Cartas que mecânico diz terem sido localizadas em caçamba em SP (Foto: Luciana Bonadio/G1) O mecânico José Ricardo da Silva, de 50 anos, diz ter encontrado nesta quinta-feira (27) cerca de 50 cartas ainda fechadas em uma caçamba de lixo na rua onde mora em Pedreira, na Zona Sul de São Paulo. Na correspondência, há contas de telefone, cartões de banco, cartas bancárias e faturas de cartão de crédito, todas de endereços na Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, em Diadema, no ABC. Os Correios dizem que entregaram as cartas, que eram destinadas a centro comercial.

Silva ficou surpreso em ter encontrado as cartas no lixo. “É abusivo você ter correspondência e alguém jogar fora”, disse. O mecânico contou que levava sacos de lixo até a caçamba, na Estrada da Água Santa, quando localizou os envelopes ainda lacrados. Alguns estavam jogados em seu interior e outros do lado de fora, perto da calçada. Ele disse que não havia um elástico juntando a correspondência. “Elas [cartas] estavam soltas”, descreveu.

Caçamba onde cartas estavam em bairro no limite

com Diadema (Foto: Luciana Bonadio/G1) Silva recolheu as cartas e as levou para sua oficina mecânica, que fica a poucos metros da caçamba. Algumas cartas estão sujas, com restos de lixo. O mecânico conhece uma mulher que mora na avenida de Diadema e é destinatária de algumas delas. Ele afirma que a avisou sobre a correspondência, a maioria bancária. “É um despropósito. Ela disse que vai entrar com uma representação”, contou.

O mecânico associou o caso à greve dos Correios, que terminou no dia 13 de outubro. Os funcionários ficaram quase um mês parados, o que provocou o acúmulo de cartas e encomendas. “A minha teoria é que a greve fez com que houvesse uma carga muito grande de entregas e alguém jogou essas fora”, disse Silva.

Os Correios disseram que retiraram a correspondência no endereço indicado pelo mecânico e analisaram o que aconteceu. Segundo a empresa, as cartas eram destinadas a um centro comercial com diversos boxes. Elas foram entregues para o responsável por receber a correspondência, mas os envelopes encontrados no lixo eram destinados a comerciantes que não trabalham mais no local. Os Correios informaram que orientaram os responsáveis a, em casos como esse, devolver os envelopes para o carteiro, que faz a devolução ao remetente.        

veja também