MENU

Mel Gibson é condenado a prestar 16 horas de serviços comunitários

Mel Gibson é condenado a prestar 16 horas de serviços comunitários

Atualizado: Sábado, 12 Março de 2011 as 11:08

O ator australiano Mel Gibson terá que prestar 16 horas de serviço comunitários, decidiu a juíza Stephanie Sautner da corte  de Los Angeles, nesta sexta-feira (11). Gibson era acusado de "lesão corporal leve" contra sua ex-namorada, a estilista russa Oksana Grigorieva.

Gibson prestará os serviços na entidade filantrópica Mending Kids International, que auxilia crianças carentes com alguma deformação física.

O ator também terá que assistir a palestras sobre violência doméstica durante 52 semanas. Gibson deverá concluir as aulas até 30 de março de 2012.

O curso é o mesmo que o rapper Chris Brown frequentou por agredir sua namorada, a cantora Rihanna.

A Justiça também determinou que o ator deverá se reapresentar ao tribunal no próximo dia 9 de junho para mostrar que começou a cumprir sua pena. A juíza também ordenou que Gibson passe por acompanhamento psicológico.

O ator não não terá de cumprir pena na cadeia, mas ficará três em liberdade condicional.

Durante o julgamento, a defesa do ator não fez nenhuma ressalva à sentença.

Grigorieva acusava Gibson de ter lhe dado um soco durante uma acalorada discussão em 6 de janeiro de 2010. O ator havia admitido anteriormente à Justiça que deu um tapa na ex-namorada, alegando que estava preocupado com a segurança de Lucia, já que Grigorieva estaria chacoalhando a menina.

Gibson alegou também que Grigorieva tentou extorquir dinheiro dele, usando para isso gravações em que um homem lança insultos e ofensas raciais por telefone. Essas gravações, divulgadas no ano passado pelo site de celebridades Radaronline.com, foram atribuídas a Gibson e afetaram negativamente sua carreira.

Depois da separação, Gibson e Grigorieva chegaram a um acordo judicial supostamente de US$ 20 milhões.

Grigorieva negou que tenha tentado extorquir o ex-companheiro, mas as autoridades investigaram as acusações contra ela, e também as que foram feitas contra Gibson - o que então resultou no acordo judicial selado na sexta-feira.

O site de celebridades TMZ.com disse que a promotoria não formalizará as acusações de extorsão contra Grigorieva.

Em nota divulgada por seus advogados ao Radaronline.com, Grigorieva disse que o acordo com Gibson foi feito "com total justiça a todos os envolvidos". Ela não compareceu ao tribunal, mas um promotor disse que ela tinha conhecimento dos termos do acordo.

Também no tribunal, o advogado de Gibson, Blair Berk, disse que seu cliente aceitou o acordo "por causa dos interesses dos seus filhos".   FOnte: G1

veja também