MENU

"Meninas do arrastão" vão ter que prestar serviço comunitário

"Meninas do arrastão" vão ter que prestar serviço comunitário

Atualizado: Sábado, 20 Agosto de 2011 as 10:28

Três adolescentes suspeitas de fazer arrastões na região da Vila Mariana (zona sul de São Paulo) vão ter que prestar serviço comunitário, de acordo com decisão da Vara da Infância e da Juventude.

Proteção à criança é frágil, dizem analistas

Mães de 'meninas do arrastão' deixam delegacia de SP

Polícia autua mães de 'meninas do arrastão' por abandono

PM apreende 'meninas do arrastão' mais uma vez em SP

Falhas e omissões mantêm 'meninas do arrastão' na ativa

'Gangue das garotas' faz arrastões na Vila Mariana

As três tinham sido detidas na noite de quinta-feira (18) depois de fugir de um abrigo. Encaminhadas para a Fundação Casa, foram liberadas ontem para a família sob a condição de cumprir a medida socioeducativa.

As adolescentes fazem parte de um grupo de cerca de 15 meninas que já foram apreendidas diversas vezes sob suspeita de cometer, há pelo menos dois meses, furtos em lojas da região. Encaminhadas a abrigos, fugiam em seguida.

Na quinta, depois de uma nova fuga, três dessas meninas foram encontradas pela irmã de uma delas quando andavam pela rua Vergueiro. A jovem de 17 anos tentou convencer a irmã e as outras a voltarem para casa, mas elas se recusaram.

Houve uma discussão e a irmã mais velha chegou a ser agredida pelas meninas, que tentaram fugir. A moça começou a gritar e recebeu ajuda para conter o trio, que foi encaminhado ao 5º DP (Aclimação) e levado à Fundação Casa.

  Danilo Verpa-9.ago.11/Folhapress     Meninas menores de idade tentam furtar loja no metrô Paraíso; falhas e omissões mantêm o grupo na ativa      

veja também