MENU

Menino, de 5 anos, foi atingido por vergalhão na cabeça nesta terça

Menino, de 5 anos, foi atingido por vergalhão na cabeça nesta terça

Atualizado: Sexta-feira, 4 Janeiro de 2013 as 1:31

 

O menino Hericles Almeida, de 5 anos, que foi atingido na cabeça por um um pedaço de vergalhão de construção, na noite da última terça-feira (1),  em Cariacica, região metropolitana do Espírito Santo, teve morte cerebral na manhã desta sexta-feira (4), segundo a sua família. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que o estado de saúde dele é gravíssimo. Ele está há dois dias internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Infantil de Vitória.
 
De acordo com a mãe da criança, na última terça-feira (1), ela e o pai bebiam com uma vizinha na frente da casa deles, quando os três começaram a discutir e a se agredir. Segundo a mãe, a mulher foi embora e arremessou o pedaço de ferro no pai, mas o vergalhão entrou cerca de três centímetros na cabeça do menino. A criança foi socorrida e passou por uma cirurgia. A suspeita foi detida e vai responder por tentativa de homicídio por motivo fútil e erro de execução.
 
“Ainda estamos na esperança, ele está mantido por aparelhos. Estamos mandando força, pensamentos positivos, e passando força para a mãe.  Que seja a vontade do Senhor, porque todo sofrimento é pouco", disse a tia da vítima, Taismara Almeida.
A tia disse que já perdeu um filho e que, por isso, a situação se torna ainda mais emocional. "Eu já perdi um filho há 11 meses, ele tinha dois anos, com problemas de saúde. Sei a dor que minha irmã está sentindo, é muito sofrimento", afirmou.
 
Relembre o caso
A ocorrência foi atendida por uma equipe de plantão da Polícia Militar que levou o instrumento que atingiu a criança e a suspeita, uma auxiliar de serviços gerais de 36 anos, para o Departamento de Polícia Judiciária de Cariacica.
 
O pedaço de vergalhão tem aproximadamente 40 centímetros e foi arremessado do terceiro andar. O delegado Leandro Piquet disse que a mulher foi autuada por tentativa de homicídio por motivo fútil e erro de execução. “A tentativa dela foi para atingir o pai do menino. A partir do momento que ela toma essa postura, essa conduta de tentar atingir a pessoa, ela assume esse risco”, disse Piquet.
 
A mãe de Hericles contou que ela e o marido estavam bebendo quando começaram a brigar. Segundo Samara Almeida, a vizinha foi embora, mas fez ameaças. “Ela subiu e disse que ia pegar uma faca para matar o meu marido. Aí pegamos os nossos filhos, eu peguei a minha neném e meu marido deu a mão para o meu filho e saiu andando. De repente, ela pegou um pedaço de vergalhão de construção e tacou do alto da laje da casa dela. Eu só vi meu filho todo ensanguentado”, explicou a mãe do menino atingido.
 

veja também