MENU

Menino sequestrado por dois anos fala com a família

Menino sequestrado por dois anos fala com a família

Atualizado: Sexta-feira, 26 Março de 2010 as 12

Terminou nesta quinta-feira (25) a angústia de uma família que esperava há dois anos notícias do paradeiro do filho. Era meia noite do dia 30 de dezembro de 2009 quando José Sérgio chegou no abrigo, em Campos, Norte Fluminense. O menino de 10 anos estava agitado e contava que o pai tinha sido preso. Com ele não foi encontrado nenhum documento, apenas um bilhete, com duas frases: "peço ajuda para comprar arroz e feijão para meus irmãos. Que Deus o abençoe"

"Chegou assustado, muito sujo, unhas muito sujas, roupas muito sujas, com fome", relatou a assistente social Cínthia Guimarães.

O falso pai se apresenta como Elismar da Silva. Ele foi preso em flagrante quando explorava José Sérgio e mais uma criança na BR-101.

Os dois eram obrigados a pedir esmolas à beira da estrada. Na delegacia, o homem disse que José era seu filho e que a outra criança seria um amiguinho do garoto. Mas a polícia descobriu que esse outro menino tinha sido sequestrado. Ele foi devolvido à família.

José Sérgio foi encaminhado a um abrigo da prefeitura. Foram mais de dois meses de conversa com psicólogos até José se sentir seguro para fazer as primeiras revelações. Ele citou o nome dos pais, dos irmãos, disse que era de Alagoas, mas não conseguia se lembrar do nome da cidade.

Aí começou a montagem do quebra-cabeças que teve a participação dos funcionários e até dos colegas do abrigo. Com a ajuda de conversas e desenhos feitos pelo menino, as assistentes desvendaram a história: ele foi sequestrado em União dos Palmares, no dia 30 de março de 2008. Segundo o conselho tutelar, José Sérgio brincava na rua quando foi atraído pelo sequestrador, que prometeu dar cestas básicas para a família. Desde então, nunca mais voltou para casa.

"Eu ouvia o meu pivete mais pequeno: 'Pai eu quero o Serginho'. Tinha dias que ele ficava chorando. Eu dizia 'Ah meu filho, eu vou buscar agora'. Aí saia desesperançado, não tinha sossego de nada, durante esses dois anos", disse o pai de José Sérgio, José Heleno Silva

A foto de José foi colocada na internet. Uma vizinha da família reconheceu o menino e avisou à mãe dele, localizada pela equipe da TV Globo em Alagoas.

"Quero abraçar ele e matar a saudade desses anos todos", contou a mãe do garoto, Eliane da Silva.

Por telefone, ele falou com os pais pela primeira vez depois de dois anos. E ficou emocionado e feliz ao saber que a família nunca desistiu de procurá-lo.

veja também