MENU

Messi entra em briga da moda e vira garoto-propaganda de marca italiana

Messi entra em briga da moda e vira garoto-propaganda de marca italiana

Atualizado: Segunda-feira, 11 Outubro de 2010 as 2:16

O atacante argentino Leonel Messi virou mais um garoto-propaganda da marca italiana Dolce & Gabanna.   O jogador do Barcelona, eleito melhor do mundo em 2009, vai reforçar o time de moda da marca, que já conta hoje com a equipe inglesa do Chelsea, do italiano Milan e também da seleção da Itália.

O anúncio foi feito pela empresa nesta segunda-feira.

Agora, Messi faz parte do time de atletas que entram para o mundo da moda como o atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que é garoto-propaganda da Giorgio Armani, assim como Kaká, que já participou da campanha da mesma marca.

POLÊMICA

Como esperado, o técnico José Mourinho fez questão de sair em defesa do atacante Cristiano Ronaldo, que além de também ser português é o principal atacante do Real Madrid. E para isto o treinador não deixou de usar o nome de Messi.

"Se consideram o Messi como o número 1, então o Cristiano é o número 2. Se consideram Cristiano o número 1, então Messi é o 2. Mas para mim eu tenho claro de que Cristiano é o número 1", afirmou em entrevista para uma rede de televisão espanhola.

O atacante argentino Leonel Messi virou mais um garoto-propaganda da marca italiana Dolce & Gabanna.   O jogador do Barcelona, eleito melhor do mundo em 2009, vai reforçar o time de moda da marca, que já conta hoje com a equipe inglesa do Chelsea, do italiano Milan e também da seleção da Itália.

O anúncio foi feito pela empresa nesta segunda-feira.

Agora, Messi faz parte do time de atletas que entram para o mundo da moda como o atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que é garoto-propaganda da Giorgio Armani, assim como Kaká, que já participou da campanha da mesma marca.

POLÊMICA

Como esperado, o técnico José Mourinho fez questão de sair em defesa do atacante Cristiano Ronaldo, que além de também ser português é o principal atacante do Real Madrid. E para isto o treinador não deixou de usar o nome de Messi.

"Se consideram o Messi como o número 1, então o Cristiano é o número 2. Se consideram Cristiano o número 1, então Messi é o 2. Mas para mim eu tenho claro de que Cristiano é o número 1", afirmou em entrevista para uma rede de televisão espanhola.

veja também