MENU

Microsoft reafirma apoio no combate à pedofilia

Microsoft reafirma apoio no combate à pedofilia

Atualizado: Quarta-feira, 22 Abril de 2009 as 12

Senador Magno Malta encontrou-se com o diretor-geral de Assuntos Jurídicos e Corporativos da Microsoft, Rinaldo Zangirolami e a responsável pela área de combate a crimes cibernéticos, Noêmia Gushiken. A audiência realizada no gabinete do senador teve o objetivo de reafirmar o comprometimento da Microsoft, através da criação de ferramentas de combate a crimes ligados à pedofilia.

Segundo o diretor-geral Rinaldo Zangirolami, o apoio da Microsoft em parcerias com a Comissão Parlamentar de Inquérito e autoridades brasileiras, tem por intuito disseminar a educação e garantir formas de prevenção contra os criminosos que utilizam a Internet para abordar suas vítimas. "A Internet abre uma porta para dentro dos nossos lares. Ela pode fazer o bem, mas também pode fazer o mal. De forma lamentável, ela oferece aos infratores uma nova forma de explorar crianças vulneráveis", declara.

Para ele, a CPI da Pedofilia, surgiu para orientar a população em larga escala quanto aos crimes de abuso sexual envolvendo crianças e adolescentes e, é um trabalho que vem demonstrando uma repercussão muito positiva. Ele reconhece que o senador Magno Malta conhece muito bem a causa e o que deve ser feito para combater estes atos criminosos.

"Sabemos que os crimes não estão ligados somente com a utilização da Internet, mas também através de outros meios. Esta é uma questão que temos que combater e, para alertar a população, o trabalho têm que ser efetuado juntamente com as autoridades brasileiras, educadores, psicólogos e principalmente com os pais", ressalta Rinaldo.

A advogada Noêmia Gushiken informou que uma das ferramentas utilizadas pela Microsoft é o site de proteção Navegue Protegido (www.navegueprotegido.com.br), criado para alertar pais, jovens e educadores a garantir a segurança das crianças e adolescentes quando estiverem navegando na Internet. "Queremos com este site, difundir informações através da educação sobre a maneira correta e segura das crianças explorarem a Internet, afirma".

Outra ferramenta implantada pela Microsoft, é a cooperação com a Polícia Federal, onde foi desenvolvido em 2003, o Sistema de Rastreamento de Exploração Infantil, conhecido mundialmente por CETS (Child Exploitation Tracking System). Lançada no Brasil em 2006, ela permite que a força policial brasileira se torne ainda mais efetiva em sua luta neste crime abominável e que não respeita fronteiras. Esta ferramenta é um projeto internacional cujo objetivo é o de combater a exploração on-line de crianças e adolescentes.

"Nós da Microsoft, queremos agradecer às autoridades legais sua dedicação no combate a ameaças on-line às crianças, não somente a Polícia Federal, mas também a Polícia Civil e a Polícia Militar, importantes parceiros", declara Noêmia.

Os profissionais convidaram o senador para ministrar uma palestra no próximo dia 27 de abril, em um evento realizado pelo Ministério Público de Minas Gerais, que acontecerá em Belo Horizonte. O evento corresponde a um treinamento para promotores estaduais, psicólogos, policiais e educadores sobre como proceder através de técnicas essenciais para investigar crimes na rede.

veja também